Foto: Assessoria
Foto: Assessoria

As condições estruturais das quatro unidades de saúde do município de Araputanga levaram o Ministério Público Estadual a agendar para o próximo dia 28 de janeiro (quinta-feira), às 19h, a 1ª audiência pública deste ano, no auditório da sede da Promotoria de Justiça. O objetivo é discutir medidas alternativas a serem adotadas para solucionar os problemas até o momento verificados.

Atualmente, tramitam na comarca quatro investigações referentes as irregularidades apontadas nas unidades de saúde: Centro de Saúde, Unidades de Saúde da Família Santo Antônio e São Sebastião, além do Pronto Atendimento Municipal. Os inquéritos instaurados foram subsidiados com relatórios de fiscalização elaborados pelo Conselho Regional de Medicina do Estado de Mato Grosso (CRM).

Leia também:  MPE ingressa com ação para que Samu seja instalado em Sinop

Em vistorias do CRM, a equipe identificou que com a estrutura física precária, os ambientes estão inadequados para prestar o atendimento médico, até mesmo para o desempenho das atividades como esterilização e nebulização. O Conselho identificou ainda que as unidades não estão inscritas junto a entidade e não possuem alvará de funcionamento.

A mesa de trabalho será presidida pelo promotor de Justiça Saulo Pires de Andrade Martins, sendo que o Prefeito Municipal, o Secretário de Saúde, um representante do Conselho Regional de Medicina (CRM), entre outros profissionais ligados à questão serão convidados a compô-la.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.