Divulgação
Divulgação

Um magnata italiano proporcionou a alegria aos seus funcionários no fim de ano. Ele deixou parte da herança milionária para os trabalhadores de sua empresa.

No total, 250 funcionários foram beneficiados. Os mais novos na empresa ficaram com R$ 8.800,00 cada e os mais antigos, com R$ 44.000,00 cada.

Piero Macchi sempre foi um pioneiro na indústria italiana. Fundou em 1957, em Bodio Lomnago (nos Alpes na Itália) a Enoplastic e, com ideias inovadoras, fez a empresa se tornar uma potência.

Algumas de suas máximas eram: “você precisa criar coisas novas em poucas horas”; e “sempre quis fazer algo que ninguém tinha feito antes”.

E o empresário inovou até na hora da morte, em junho de 2015.

Leia também:  Sobe para 14 o número de mortes confirmadas pela passagem do Furacão Irma

Pouco antes de morrer, aos 87 anos, exigiu no testamento que R$ 6,6 milhões fossem destinados aos funcionários de sua indústria, que foi entregue no fim do ano, voltada a rolhas e rótulos para garrafas de vinho.

Ele tinha filhos, mas fez questão de deixar parte de seu patrimônio para aqueles que, de certa maneira, também eram vistos por ele como familiares.

A filha de Macchi, Giovanna Macchi, contou ao Corriere della Sera, que a intenção do pai era fazer a diferença para aqueles que o ajudaram:

‘Esse gesto pode ter mudado a vida de algumas pessoas, o que era justamente o objetivo da ação”, disse.

“Ele não queria apenas capital para investimento. Ele queria pessoas que garantissem a continuidade de sua companhia.

Leia também:  Criança é encontrada com vida em escombros de escola após 2 dias de terremoto
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.