Foto: Daniel Brito/TV Globo
Foto: Daniel Brito/TV Globo

Oferendas para entidades da umbanda foram colocadas nesta quarta-feira (6) no gramado em frente ao Congresso Nacional, em Brasília. As ofertas foram deixadas no local de maneira anônima, sem identificação de autoria ou algum texto escrito próximo aos objetos. Por volta do meio-dia, os objetos tinham sido retirados do local.

Os pratos das oferendas eram compostos de pétalas, pimentas, cascas de laranja, charutos e um pedaço de carne. Ao lado, o autor da oferta também colocou uma garrafa de vinho e outra com uma bebida amarelada, semelhante a cachaça. Copos com os mesmos líquidos também foram “servidos” ao lado dos pratos.

O presidente da Federação de Umbanda e Candomblé de Brasília e Entorno, Rafael Moreira, afirmou a que as imagens mostram elementos típicos das oferendas a Exu e à Pomba Gira, entidades tradicionais das religiões de matriz africana. Os sete charutos em um dos pratos fazem referência a Exu, e as sete rosas no outro, à Pomba Gira.

Leia também:  Todos assentos de ônibus e metrô tornam preferenciais por lei no DF
Foto: Daniel Brito/TV Globo
Foto: Daniel Brito/TV Globo

Quando se tem a pimenta”, geralmente não seria por uma boa causa.

O presidente explica que esse tipo de realização é típico da umbanda, e não do candomblé. Na tradição religiosa, Exu e Pomba Gira trabalham sempre juntos. “Dentro da visão africana, Exu é o senhor da comunicação, do movimento, é ele que resolve vários problemas”.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.