O secretário Municipal de Transporte e Trânsito, Argemiro Ferreira, informa que os casuais cancelamentos de pousos ou decolagens no Aeroporto Municipal Maestro Marinho Franco têm sido provocados pelo mau tempo. “Em Rondonópolis, apesar de o Aeroporto Municipal Maestro Marinho Franco estar em uma área alta e, quando há tempo fechado é a primeira a ter a neblina colada ao chão, teve apenas dois cancelamentos de voo, vindos de Cuiabá nos últimos dias”.

Segundo Argemiro, aeroportos como o de Confins, Belo Horizonte, há dias sofre com os cancelamentos nos voos por conta da meteorologia. O local opera com instrumentos como o PAPI e RNAV, equipamentos, que dentro em breve serão instalados em Rondonópolis, mas que não impedem a interrupção do sistema quando há mau tempo.

Leia também:  Novos semáforos visam garantir mais segurança e melhor fluxo no trânsito

“No Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins – BH, no final de semana, houve momentos de ter 40 voos em atraso e 137 cancelados. Já no Rio de Janeiro, os aeroportos também estão passando pelo problema. No sábado, o aeroporto Santos Dumont teve 8 voos em atraso e 25 cancelados. No Aeroporto Internacional do Galeão, Zona Norte do Rio de Janeiro, foram 3 cancelamentos e 27 atrasos”, informa Argemiro Ferreira, explicando que a situação é normal nesta época do ano na grande maioria dos Estado brasileiros.

Na manhã da terça-feira (19), outros aeroportos operaram com restrições meteorológicas, como o Aeroporto de Congonhas, em São Paulo; o Aeroporto da Pampulha – Carlos Drummond de Andrade – BH; o Aeroporto Internacional de Campo Grande – Antônio João; o Aeroporto Internacional Marechal Rondon – Cuiabá; o Aeroporto Internacional Pinto Martins – Fortaleza; o Aeroporto Santa Genoveva – Goiânia; o Aeroporto Internacional Presidente Castro Pinto – João Pessoa; o Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares – Maceió; o Aeroporto Internacional Augusto Severo – Natal; o Aeroporto Internacional Salgado Filho – Porto Alegre; o Aeroporto Internacional Plácido de Castro – Rio Branco; o Aeroporto Internacional Dep. Luís Eduardo Magalhães – Salvador; o Aeroporto Senador Petrônio Portella – Teresina, e; o Aeroporto Tem. Col. Aviador César Bombonato – Belo Horizonte.

Leia também:  Mais de 20 mil alunos voltam às aulas da rede municipal em Rondonópolis
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.