Foto: Reprodução / Rede Record
Foto: Reprodução / Rede Record

 

Éder Canepa Lameu, de 32 anos, e o padrasto da menina de nove anos foram presos em São Paulo (SP), temporariamente até que a polícia esclareça tudo o que aconteceu no dia da tentativa do abuso sexual. Os dois estão envolvidos em mais um caso de pedofilia no Brasil.

A mãe da menina, que não quis se identificar, procurou a polícia porque uma pessoa invadiu a casa da família enquanto todos dormiam no mesmo quarto.

Éder entrou em silêncio na residência e chegou a tirar a calcinha da menina, mas a jovem gritou e assustou o pedófilo, que fugiu correndo para não ser identificado.

A mãe da garota só descobriu quem era o criminoso porque o pedófilo, por ironia do destino, deixou cair o celular no momento da fuga.

Leia também:  Quadrilha mata cabo da PM e causam pânico em MG após assaltos a bancos

Segundo a mãe da jovem, Éder e o marido já trabalharam juntos e ainda são amigos.

Na delegacia, o criminoso negou tudo e disse que não tinha a intenção de estuprar a criança.

— Eu não ia abusar não, jamais. Eu só tirei a calcinha, mais nada.

Os envolvidos no crime contaram versões diferentes e se complicaram na frente do delegado.

Éder não soube nem responder o que foi fazer na casa do amigo durante a madrugada.

— Pra falar a verdade, eu não sei nem o motivo porque eu entrei lá na casa.

Pelo o que a polícia apurou, o padrasto teria facilitado a entrada do Éder na residência, mesmo sabendo das intenções do pedófilo.

Foto: Reprodução / Rede Record
Foto: Reprodução / Rede Record

O delegado afirmou que o padrasto da menina de nove anos negou tudo na delegacia, mas diante dos fatos, não há dúvidas de que ele também tem participação no crime.

Leia também:  Blitz nacional nos aeroportos conscientiza sobre regras da Anac

A polícia voltou na casa de Éder para recolher outras evidências e ouvir os vizinhos. No local, a polícia encontrou várias roupas íntimas femininas.

O computador, o celular e o tablet do criminoso foram apreendidos e vão ser usados para auxiliar na investigação.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.