Divulgação
Divulgação

O governador Pedro Taques, foi conferir de perto, a situação em algumas áreas de risco na Região Oeste do Estado, afetadas pelas cheias dos rios Aguapeí e Alegre. Acompanhado dos secretários de Infraestrutura, Marcelo Duarte, de Cidades, Eduardo Chiletto, e de Assistência Social, Valdiney Arruda, o governador visitou as cidades de Pontes e Lacerda, Vila Bela da Santíssima Trindade e Porto Espiridião e montou uma força-tarefa que dará apoio aos municípios.

“Neste momento difícil, é fundamental que o Estado atue rapidamente, de forma estratégica e integrada, para que nenhum mato-grossense fique para trás”, afirmou o governador, que também visitou escolas que estão servindo de abrigo e pousou em três pontos afetados, conversando com os moradores para saber detalhes do ocorrido e apurar as principais necessidades das famílias.

Leia também:  TCE afirma que detentos com tornozeleira ficaram 1 ano sem monitoramento em MT

Pontes e Lacerda e Vila Bela já decretaram a situação de emergência. O mesmo será oficializado nos próximos dias para Porto Espiridião. “Estamos tratando de decretar situação de emergência nos municípios e, principalmente, cuidando da distribuição de água e alimentos para as famílias desabrigadas. Já enviamos ao local cestas básicas, água, colchões e cobertores”, explicou o governador.

Divulgação
Divulgação

Dados parciais mostram que até o momento são cerca de 40 famílias desabrigadas em Porto Esperidião e Vila Bela da Santíssima Trindade, enquanto em Pontes e Lacerda centenas estão ilhadas em diversas comunidades. O isolamento deve-se pela destruição de 14 pontes nas três cidades e outras 35 danificadas, sendo que 14 estão totalmente intrafegáveis em Pontes e Lacerda.

Leia também:  Câmara de Primavera abre concurso com salários de até R$ 8,8 mil

A Defesa Civil também já está nos locais, auxiliando os desabrigados, que estão alojados em escolas e quadras de esporte. Com o apoio do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), os secretários de Cidades e de Infraestrutura fizeram o sobrevoo com o objetivo de mapear as áreas alagadas. A pedido do chefe do Executivo, o helicóptero do Ciopaer vai continuar na cidade até quarta-feira (27.01) para atender as demandas da população.

Antes de voltar a Cuiabá, Pedro Taques designou uma equipe multidisciplinar para atuar de forma integrada em Porto Esperidião, Pontes e Lacerda e Vila Bela da Santíssima Trindade. Participam membros da Casa Civil, Casa Militar, Secid, Seduc, Sesp, Setas, Sinfra e do Gabinete de Comunicação. O Núcleo de Ações Voluntárias, coordenado pela primeira-dama Samira Martins, também irá colaborar com doações aos desabrigados.

Leia também:  Detran capacita servidores de Ciretrans em gestão de Protocolo no estado

“A Defesa Civil está desde o início dessa operação nas três cidades, agora somamos outras entidades para auxiliar no que for preciso às famílias. Não interessa o número de pessoas, sabemos que há mato-grossenses que precisam de ajuda e nós estamos aqui”, afirmou Taques.

Além destas entidades, o Corpo de Bombeiros também prestará apoio às ações da Defesa Civil nos próximos dias. Nos dias 25 e 26, um helicóptero esteve nas regiões que ainda não tiveram informações levantadas para a identificação de comunidade e moradores atingidos. Os bombeiros também auxiliarão na distribuição de água potável e alimentos.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.