O inquérito policial que apurou o homicídio de um homem em Itiquira (357 km ao Sul) foi concluído nesta sexta-feira (29). Na conclusão do inquérito, o suspeito José Ivanildo de Oliveira, o “Lagoinha”,  foi indiciado por homicídio qualificado e teve prisão representada pelo delegado Santiago Rozendo Sanches. Atualmente o suspeito cumpre prisão por outro processo na Cadeia Pública de Itiquira.

O crime que vitimou Flavio Celestino das Dores aconteceu no dia 25 de outubro, na residência em que vítima e suspeito moravam, no bairro Santo Antônio, na região Beira Rio, em Itiquira. A vítima foi encontrada morta em um quarto da casa, com várias perfurações pelo corpo, feitas com golpes de foice. O autor do homicídio pulou a janela para entrar no quarto que a vítima estava dormindo para praticar o crime.

Leia também:  Comando Vermelho | Ação conjunta da Polícia detém quadrilha que atuava com menores de idade em MT

Segundo as investigações, o suspeito e família moravam de favor na residência. Com a chegada da vítima na cidade, o proprietário da casa emprestou um dos cômodos, de maneira que a família do indiciado e a vítima passaram a morar sob o mesmo teto. Após uma semana de convivência, Flávio passou a se desentender com os moradores, em especial com José Ivanildo, que alegou que a vítima maltratava seus galos e foi responsável por expulsar a sua família da residência.

O delegado, Santiago Rozendo Sanches, afirma que durante as investigações ficou claro que o autor conhecia muito bem a cena do crime, uma vez que se trata de uma residência em local isolado e de difícil acesso. “Poucas pessoas sabiam que a vítima estava morando na casa, uma vez de que ela só estava na cidade há uma semana”, explicou.

Leia também:  Idoso é agredido e roubado pelo próprio filho em ponto de ônibus de Maceió

Após ser identificado, o suspeito foi conduzido a Delegacia de Itiquira e em interrogatório, confessou a autoria do crime, afirmando que cometeu a execução sozinho sem colaboração de outra pessoa. Ele disse que utilizou uma foice encontrada na casa para praticar o crime e que depois jogou o objeto nos fundos da residência.

Em buscas na casa, policiais encontraram a arma do crime, no local indiciado pelo suspeito. Na conclusão do inquérito o delegado indiciou José Ivanildo pelo crime de homicídio duplamente qualificado, pelo motivo fútil e utilização de recursos que impossibilitaram a defesa da vítima.

O delegado destacou o empenho de toda equipe de investigação da Delegacia de Itiquira, no esclarecimento do caso. “O comprometimento dos escrivães e investigadores que atuam de maneira célere e eficaz é fundamental para elucidação dos casos investigados pela delegacia”, disse.

Leia também:  Após 3 anos sem titular, delegacias de Juscimeira e Dom Aquino contam com novo delegado
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.