Dois estelionatários acusados de vender ouro de laboratório, na região Norte do Estado, tiveram os mandados de prisão cumpridos pela Polícia Judiciária Civil, na sexta-feira (08), em Nova Mutum (264 km ao Norte). Os acusados Nilton Cézar Fernandes e Valdir Cézar Fernandes foram presos em uma ação integrada das Delegacias de Nova Canaã do Norte e Nova Mutum.

As investigações iniciaram em Nova Canaã do Norte, após os suspeitos utilizarem o golpe do envelope vazio para comprar um veículo. Durante as diligências, policiais descobriram que os irmãos estavam na cidade oferecendo ouro de origem duvidosa.

Os estelionatários seguiram para Lucas do Rio Verde onde fizeram a venda do veículo comprado através do golpe. Com informações, de que os suspeitos estavam fazendo o comércio do ouro falso em Nova Mutum, o delegado de Nova Canaã do Norte, Ruy Guilherme Peral da Silva entrou em contato a delegacia do município para realizar a prisão dos suspeitos.

Leia também:  Três são presos após extração de madeira, uso de motosserra sem licença e porte de arma de fogo

Os suspeitos foram presos em Nova Mutum com soldas de cor dourada que simulavam pepitas de ouro. Os suspeitos foram conduzidos a delegacia e após serem ouvidos tiveram as ordens judiciais cumpridas e a prisão em flagrante lavrada pelo delegado Nilson André Farias de Oliveira, por estelionato.

Valdir possuía 3 mandados de prisão em aberto por estelionato, 2 no Estado de Rondônia e 1 em Mato Grosso, todos por estelionato. Nilton responde por homicídio no município de Pontes e Lacerda.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.