A prestação mensal do financiamento para a faixa de renda mais baixa do programa Minha Casa, Minha Vida vai sofrer reajuste neste ano. A informação foi confirmada pelo Ministério das Cidades. O aumento deve passar a valer para os novos contratos do programa habitacional, que começarão a ser assinados até fevereiro.

De acordo com a presidenta da Caixa, Miriam Belchior, esse aumento da prestação está em linha com o crescimento da renda das pessoas e do preço do imóvel, ou seja, o subsídio, parte paga pelo governo, continua o mesmo.

Ainda conforme Miriam, o percentual de aumento das prestações ainda está em discussão e será divulgado assim que estiver definido. Ela acrescentou que as contratações da 3ª fase do programa para a faixa de renda mais baixa vão começar “logo, logo”.

Leia também:  Gastos de brasileiros no exterior aumentam 32,6% em setembro
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.