Foto: Internet
Foto: Internet

A fina casca das uvas rosadas e pretas, matéria-prima dos sucos de uva integrais e do vinho tinto, contém uma quantidade enorme de substâncias, mas algumas delas são especiais, pois previnem uma série de doenças cardiovasculares.

De acordo com o professor Protasio Lemos da Luz, coordenador de estudos realizados no InCor sobre os efeitos do suco de uva e do vinho no organismo, as substâncias protetoras são os flavonoides e o resveratrol, que são vasodilatadoras e reduzem o risco de sangramentos e hemorragias. Elas têm características antioxidantes e favorecem o fluxo de sangue no corpo.

“Elas têm pelo menos dois efeitos protetores do sistema cardiovascular. O primeiro é que dilatam as artérias e isso facilita o fluxo sanguíneo do organismo inteiro, o que é benéfico, principalmente se houver obstrução da artéria coronária.

Leia também:  Alimentação saudável nas festas juninas, como conseguir?

O segundo tem a ver com agregação plaquetária, que é uma coisa fisiológica que protege contra sangramentos. Se a gente se corta, o organismo tem mecanismos para conter uma hemorragia. As plaquetas participam disso”, explica.

Os efeitos do vinho tinto no organismo já haviam sido pesquisados, mas a diferença dele com relação ao suco da uva é a presença do álcool. Como o suco não é alcoólico, ele pode ser consumido até por crianças.

No entanto, há um estudo do Instituto de Cardiologia do Rio Grande do Sul que aponta problemas na ingestão do suco por gestantes no último trimestre da gestação. A pesquisa sugere que os polifenóis presentes na uva e também em outros alimentos, como chocolates e maçãs, podem levar à insuficiência cardíaca do bebê e má formação.

Leia também:  Você ama alguém com déficit de atenção ou com hiperatividade? É bom entender 10 pontos sobre esse mal
Foto: Reprodução / Bolsa de Mulher
Foto: Reprodução / Bolsa de Mulher

Quem pode beber o suco, porém, precisa prestar atenção ao que vai levar para casa. Não é qualquer produto do supermercado que vai fazer bem ao coração. É preciso observar que alguns dos sucos vendidos têm açúcar e conservantes, que podem reduzir os benefícios da uva para o organismo.

A nutricionista Lis Vieira, do InCor, ensina que basta verificar no rótulo do suco se ele é integral e sem adição de açúcar. “Tem que olhar se é natural, produzido com a uva, porque no mercado tem o néctar e também o de caixinha, que têm maior teor de açúcar.”

Esses sucos integrais dos quais a nutricionista fala normalmente estão acondicionados em garrafões de vidro, de 2 litros.

Leia também:  Durante tratamento mães com doenças infecciosas podem manter amamentação

Tomar só um golinho do suco também não é suficiente. De acordo com Lis, é necessário ingerir de 6 a 9 ml para cada quilo de uma pessoa. Por exemplo, se alguém pesa 50 kg, precisa de 300 ml de suco de uva por dia – o que equivale a um copo – para se beneficiar de suas propriedades.

“A gente tem que tomar cuidado também para não achar que o suco de uva substitui qualquer uma das refeições. A alimentação precisa ser balanceada para que os melhores benefícios do suco sejam realmente aproveitados.”

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.