Os dois homens são suspeitos de receptação e uso de documento falso e estelionato, foram presos em flagrante pela Polícia Judiciária Civil, em ações da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Rondonópolis (212 km ao Sul). Segundo a Polícia, Geovani Malice Ferreira, é suspeito de envolvimento no roubo e receptação de um aparelho celular e Ailton Moraes da Cruz, utilizava uma carteira falsa de estagiário, da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), para abrir crediários em comércios da cidade.

Na terça-feira (19), policiais da Derf receberam a informação por meio do disk denúncia, de que uma pessoa estava utilizando um aparelho celular produto de roubo. Imediatamente, a equipe de investigadores se deslocaram até o bairro Tropical, para checagem da denúncia, e identificaram o suspeito.

Leia também:  Idoso de 80 anos é baleado ao tentar salvar vizinha de assalto

Questionado, ele alegou ter comprado o aparelho celular há pouco tempo, pelo valor de R$ 500, do marido de sua tia, Geovani mostrando o local em que o suspeito morava. Conforme boletim de ocorrência, o aparelho foi roubado de uma vítima que estava em frente ao seu local de trabalho, esperando a empresa abrir, quando foi abordada por dois homens em uma motocicleta Honda Broz, vermelha.

Ao chegarem na residência, os policiais visualizaram a motocicleta utilizada no crime estacionada. Ao ser abordado pelos investigadores, Geovani alegou que comprou o celular de uma pessoa que conheceu no bar, não sabendo especificar quem. O suspeito foi conduzido a delegacia, onde foi seguramente reconhecido pela vítima como o condutor da motocicleta no dia do roubo.

Leia também:  Após anunciar moto em redes sociais, vítima é roubada, mas veículo é recuperado pela PM

A vítima ainda reconheceu a motocicleta que tinha características específicas como lanterna de sinalização do lado direito quebrada e problemas na arrancada. Em interrogatório, com o delegado Gustavo Colognesi Belão, Geovani confessou a participação no crime, dizendo que emprestou a motocicleta para que um segundo praticasse o roubo. Mais tarde, ele comprou o aparelho celular do suspeito.

Estelionato

O estelionatário, Ailton, foi identificado após uma vítima registrar o boletim de ocorrência de que um indivíduo estava utilizando a sua carteira da OAB como documento de identificação, para abrir contas diversos estabelecimentos da cidade. A equipe de investigadores da Derf iniciou as diligências e conseguiu localizar o suspeito, na segunda-feira (18). Aoo ser abordado pelos policiais, Ailton se apresentou como advogado, apresentando a carteira falsa da OAB.

Leia também:  Suspeito de roubo é preso e esconde objetos na meia

Após checagem das informações, foi confirmado que os dados do documento não coincidiam com a verdadeira identidade do suspeito. O suspeito foi conduzido a delegacia e após ser interrogado, foi autuado em flagrante pelo crime de uso de documento falso e estelionato.

As prisões foram realizadas pela equipe de investigadores da Derf, coordenado pelo delegado Gustavo Colognesi Belão.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.