Após derrotar Ronda Rousey na disputa de cinturão, Holly Holm já sabe que irá enfrentar outra adversária em sua primeira defesa de título.

Após Dana White confirmar que Holly não daria revanche imediata para Ronda, começaram rumores de que Miesha Tate será escolhida para enfrentar a atual campeã. E, para Mike Winkeljohn, treinador de Holly, a luta pode ser mais perigosa para sua pupila do que foi o confronto com Ronda.

“Nós, como treinadores, sempre avaliamos que a luta deveria ser dada a quem está na primeira posição do ranking. Miesha é a número 1. Isso faz sentido. Eu acho que a Miesha fez o melhor que todas já tinham feito contra Ronda. Eu acho que ela merece isso. Esta luta faria sentido para nós e a Holly adoraria fazer esta luta”, declarou Winkeljohn.

Leia também:  Cuiabá enfrenta Aimoré pela Copa do Brasil na 1ª fase

Após superar Ronda Rousey, que era tida como imbatível em sua categoria, Holly Holm ganhou destaque. Porém, o treinador da campeã destaca que a luta contra Miesha Tate poderá ser mais dura do que foi contra Ronda.

“O mais difícil para Holly na luta contra Ronda foi enfrentar este status de lenda e a pressão, que estava incrível. Embora ser o desafiante também coloque bastante pressão na pessoa. São estilos diferentes. A Miesha Tate irá sair atropelando durante todo o tempo, enquanto a Ronda estava tentando finalizações rápidas. Há uma diferença em como essas coisas se desenrolam. Miesha é mais perigosa do que Ronda em diversos aspectos. Não no geral, mas em diferentes aspectos da luta, muitas mulheres podem ser mais duras do que a Ronda”, concluiu o treinador.

Leia também:  União vence e assume liderança da Copa FMF
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.