Os vereadores de Rondonópolis fecharam o ano de 2015 com mais de 3 mil ações parlamentares, entre projetos apresentados e apreciados, indicações, requerimentos, audiências públicas, dentre outras ações de relevância em defesa da população.“No ano de 2015 os vereadores apresentaram um bom desempenho de suas atividades que resultou na contraprestação de serviços em prol ao coletivo. Todas as atividades foram primadas dentro dos preceitos da transparência e das leis que regem a administração pública”, disse o presidente da Câmara o vereador Lourisvaldo Manoel de Oliveira, o Fulô, (PMDB).

De acordo com o secretário de imprensa do legislativo, Hermélio Silva, a Câmara Municipal de Rondonópolis foi avaliada pelo Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE), como detentor do segundo melhor Portal da Transparência do estado. Nesta gestão, os vereadores apresentaram muita atuação parlamentar como visitas às obras em andamento no município, convocação de 15 audiências públicas, além de fechar o ano de 2015 com todas as contas do legislativo em dia e sem nenhuma pendência financeira com servidores, colaboradores e fornecedores. No entanto, o grande trunfo da gestão atual, foi à contenção de gastos do dinheiro público que resultou na devolução à Prefeitura de Rondonópolis de mais de R$ 1 milhão de reais.

Leia também:  Ex-ministro Geddel Vieira Lima é preso após descoberta de malas com R$ 51 milhões

Ainda conforme o secretário, quanto à avaliação da contraprestação dos serviços dos vereadores a sociedade, um bom parâmetro de avaliação é o usado pelo Movimento Voto Consciente, que acompanha o legislativo de São Paulo há alguns anos com o objetivo de manter os eleitores informados sobre o trabalho dos vereadores. “Eles avaliam o desempenho usando os critérios: projetos de lei apresentados, frequência nas comissões parlamentares, presença no plenário e nas votações, e a coerência no trabalho. Podemos acrescentar a avaliação dos projetos de lei, apresentação de requerimentos, indicações, participação em comitivas de visitas fiscalizadoras, moções, visitas às obras, votação nos projetos do executivo, participação na LOA/LDO, além de outras ações nos bairros”, explicou o secretário de imprensa.

Leia também:  Famílias pré-locadas do Neuma de Moraes vão se reunir com secretário de Habitação

Em 2015 foram apresentados pelo legislativo 301 projetos e apreciados mais 270 de autoria do Poder Executivo. Emendas aditivas, modificativas e supressiva foram 54, vetos do executivo 46, requerimentos 161, Indicações 1.819, moções de pesar, aplausos, congratulações e apoio 131, além das 15 audiências públicas e 211 reuniões no Plenário Ulysses Guimarães.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.