O projeto “Criança na Escola”, promovido pela juíza substituta e diretora do foro da Comarca de Alto Garças (305 km ao sul de Cuiabá), Sabrina Andrade Galdino Rodrigues, para arrecadação de materiais escolares para crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, rendeu momentos de alegria a diversas famílias na tarde de sexta-feira (12 de fevereiro).

Idealizado pela magistrada, o projeto foi lançado por meio da Portaria nº 10/2015/DF, que convidou a população a doar materiais escolares, que foram recebidos no Fórum, na Delegacia de Polícia Civil, Ministério Público e Defensoria Pública.

“Uma oficial de justiça da comarca foi cumprir mandado de pensão alimentícia, e a mãe comentou que sem o dinheiro seria difícil até mesmo comprar materiais escolares para as crianças. Achamos aí uma oportunidade para um projeto social”, revela a juíza. Ela conta ainda que desde que assumiu na comarca expôs aos servidores que é uma pessoa adepta a projetos sociais e que pretende realizar ao menos quatro ações no decorrer do ano.

Leia também:  5ª Edição para Prevenção e Combate a Incêndios Florestais encerram na segunda-feira (11)
Foto: Assessoria
Materiais arrecadados – Foto: Assessoria

Após a divulgação do projeto, que teve apoio de empresas de televisão e rádios locais, foram arrecadados 90 kits escolares com materiais diversos, como caderno, lápis, borracha, giz de cera, tinta guache, cartolinas e papel cartão, que foram montados conforme a necessidade de cada faixa etária.

O sorteio e a distribuição do material foram realizados na tarde de sexta-feira (12 de fevereiro) no Tribunal do Júri da Comarca. “Sorteamos entre as famílias do cadastro de pessoas de baixa renda do Cras (Centro de Referência de Assistência Social) e algumas outras que procuraram o Fórum interessadas em participar”, explica a juíza.

Para a magistrada, garantir os materiais escolares para a volta às aulas dos menores foi uma satisfação. “É o reconhecimento do trabalho. Para mim, não tem felicidade maior para um juiz do que perceber que seu trabalho está atingindo os jurisdicionados de uma forma positiva”, finaliza.

Leia também:  Mais de 4 mil pessoas já foram atendidas no projeto Sábado Social
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.