Foto: assessoria
Foto: assessoria

Durante pronunciamento, ocorrido na noite desta segunda-feira (22.02), o líder do PPS no Senado, senador José Medeiros, afirmou que os municípios brasileiros estão em sérias dificuldades financeiras e conclamou os senadores a tentarem mudar esta situação. A constatação do parlamentar foi reforçada após visita que fez a dez municípios do norte de Mato Grosso, no último fim de semana. O principal objetivo do senador é fazer um mandato municipalista e mais próximo das pessoas.

“Volto dessas visitas disposto a lutar por essa brava gente, por esse bravo povo mato-grossense. Posso relatar para os nobres colegas as demandas e problemas que me foram apresentados pelas autoridades e população dessas cidades visitadas. De antemão, é notório que as cidades passam por problemas nas áreas de saúde, segurança e infraestrutura, como não deve ser diferente no restante dos municípios desse país afora”, disse o senador.

Leia também:  Ex-prefeito de Diamantino é condenado por nepotismo

Para o senador, o giro pelos municípios de Mato Grosso será uma constância de seu mandato. Nas próximas semanas, o senador pretende visitar as cidades que compõem o Vale do Rio Cuiabá e a Região Médio Norte. “Nosso objetivo é fazer um mandato participativo e municipalista. Para isso, vamos percorrer os municípios, conversar com as lideranças políticas e com a sociedade para levantar as demandas e ajudar a resolvê-las”, destacou Medeiros.

Durante sua fala, o senador disse que, na cidade de Sinop, encontrou o hospital com um aparelho de hemodinâmica, usado para a realização de procedimentos de cateterismo, por exemplo. O aparelho, que custou quase R$ 2 milhões, não está sendo usado para atender aos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) por causa da demora na celebração de convênios por parte do Ministério da Saúde. Ele afirmou que, enquanto se espera o tempo da burocracia, pessoas morrem sem o tratamento.

Leia também:  Projeto prevê que cidadãos acompanhem vagas nas escolas municipais de Rondonópolis

Já na cidade de Vera, última visitada pela comitiva, o senador fez um balanço do seu primeiro ano no Senado Federal e se colocou à disposição para ser um interlocutor do município junto ao governos federal e estadual. “Os problemas de Vera não diferem das outras cidades que visitamos. Apesar da importância que a região tem para a economia do país, a ausência da União é visível”, comentou Medeiros durante reunião na Câmara de Vereadores.

Com os prefeitos e vereadores de Guarantã do Norte, Peixoto de Azevedo e Colíder, a discussão ficou em torno da saúde. Em Colíder, o prefeito Nilson Santos e os vereadores pediram apoio para retomar o atendimento de algumas especialidades no Hospital Regional. Outro pedido do prefeito foi com relação a recursos federais para pavimentação asfáltica. Em Guarantã do Norte, Medeiros se reuniu com a prefeita Sandra Martins e visitou as instalações da Faculdade de Ciências Sociais – Uniflor e conversou com cerca de 500 alunos. Os professores e alunos pediram apoio para aprovarem junto ao Ministério da Educação e implantação de cinco novos cursos.

Leia também:  Pátio quer tornar Rondonópolis referência em educação

O senador José Medeiros também visitou os municípios de Santa Carmem, Nova Santa Helena, Matupá, Itaúba, Terra Nova do Norte.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.