Divulhgação
Divulgação

O Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) formou mais 12 policiais militares dos estados de Mato Grosso,  no 5º Curso de Ações Táticas Especiais (Cate), que é uma das formas de o policial tornar-se um ‘caveira’, atuando junto ao Batalhão de Operações Especiais (Bope). A solenidade foi realizada nesta quinta-feira (04-02), no Bope, em Cuiabá.

O curso, iniciado em novembro de 2015, esteve sob a coordenação do capitão Orlando Vinicius Souza Coutinho, além de outros sete instrutores.

Segundo o comandante do Bope, tenente-coronel José Nildo Silva de Oliveira, no decorrer do curso, os alunos policiais foram adquirindo habilidades técnicas e operacionais para atuarem em ocorrências de alta complexidade como, por exemplo, combate a assalto a banco, sequestro com refém, ocorrências envolvendo artefatos explosivos e agentes químicos.

Leia também:  UNEMAT divulga lista de aprovados do vestibular 2017/2

Um desses policiais habilitados é o soldado Jonas Benevides, de 20 anos, aprovado no último concurso. “Busco sempre ser o melhor no que faço”, disse o novato, enfatizando estar bastante feliz por atuar na unidade apontada como a mais especializada da PM. “Logo que ingressei na PM, soube que haveria o curso e já comecei a treinar fortemente, com uma rotina bastante intensa”, disse o jovem policial.

Presente na formatura, o secretário de Segurança Pública (Sesp), Fabio Galindo, frisou a importância da unidade no cenário nacional. “Esse curso exemplifica o prestígio técnico que o Bope da PM de Mato Grosso possui frente às demais unidades da federação. E para nós, que compomos a segurança do Estado, é sinônimo de muito orgulho. Honra maior ainda é sabermos que contamos com policiais compromissados, especializados, capacitados e prontos para atender a população”, salientou Galindo.

Leia também:  Primeiro mês registra queda de 43% no número de focos de calor
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.