Após pressão de atores e atrizes pornôs, a Administração de Saúde e Segurança no Trabalho na Califórnia (EUA) rejeitou uma regulamentação que obrigava o uso de preservativos e óculos de proteção em filmes pornôs.
“Todos nós estamos aqui pela mesma razão. Queremos manter seguros os trabalhadores da Califórnia”, afirmou a atriz pornô SiouxsieQ, durante audiência pública quinta-feira (18). “Quando você criminaliza o trabalho sexual de qualquer forma, torna-o mais perigoso”.

Reprodução
Reprodução

A regulamentação previa a adoção de padrões de higiene rígidos, com o uso de camisinhas e de barreiras protetoras para os olhos quando houvesse risco de eles ficarem expostos a fluídos corporais potencialmente infecciosos, como sêmen ou sangue.

Se fosse aprovada, os atores deveriam utilizar óculos ou outros sistemas de proteção ocular para finalizarem certos atos sexuais habituais nos filmes pornográficos ou deveriam apenas simulá-los, para não serem multados pelas autoridades.

Leia também:  Vazamento de gás causa explosão em prédio da Colômbia e deixa 26 pessoas feridas

Os atores e atrizes pornôs saíram em defesa da indústria pornô alegando que tais regras destruiriam um negócio que emprega milhares de pessoas no estado. A audiência do órgão, que tinha se reunido para aprovar a medida, acabou recuando após a pressão.

Os membros do órgão parecem que ficaram sensibilizados com o grande número de representantes da indústria, desde atores, escritores, diretores, que argumentaram que regulamentação poderia destruir a indústria pornô.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.