A possível liberação dos chamados jogos de azar, proibidos desde 1946, é visto pelo governo como uma das saídas para afastar a crise financeira. A arrecadação de impostos prevista com bingos e cassinos é de R$ 15 bilhões a R$ 20 bilhões. O projeto que deve aliviar o caixa do governo já foi aprovado no Senado, em dezembro do ano passado, onde o relator do projeto era o senador mato-grossense Blairo Maggi (PR).

Desde então, é analisado por 53 deputados que trabalham no parecer do Marco Regulatório dos Jogos no Brasil. “A maioria quer aprovar. Só Cuba e países islâmicos não possuem autorização para jogos. Vai gerar muito emprego”, defende o deputado federal Guilherme Mussi (PP-SP), relator da Comissão Especial.

Leia também:  Secretário do prefeito de Pedra Preta é condenado pelo TCE

Ainda segundo o parlamentar, que esteve em Las Vegas para conhecer a legislação local, o projeto enfrenta resistência da bancada conservadora. O parecer final da Comissão deverá sair em sete semanas. Depois, volta para votação no Senado. Se aprovado, passa por sanção presidencial.

O Jequitimar Sofitel, empreendimento de Sílvio Santos, pode ser uns dos três cassinos de São Paulo - Foto: Internet
O Jequitimar Sofitel, empreendimento de Sílvio Santos, pode ser uns dos três cassinos de São Paulo – Foto: Internet

A ideia é que seja construído um cassino por estado, sendo que São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais poderiam ter até três em cada. “Os cassinos devem ser construídos em resorts. O de Silvio Santos é um candidato natural para conseguir a autorização. O resort dele atende aos padrões para o investimento”, afirmou Olavo Silveira, presidente da Associação de Bingos e Cassinos.

Malai Resort em Chapada de Guimarães é um forte concorrente a virar cassino em Mato Grosso - Foto: Internet
Malai Resort em Chapada de Guimarães é um forte concorrente a virar cassino em Mato Grosso – Foto: Internet

Em Mato Grosso, mais especificamente as margens do Lago de Manso, um empreendimento parece reunir as qualidades “naturais” para abrigar o cassino mato-grossense, trata-se do resort Malai Manso Resort que está sendo construído por um grupo liderado pelo senador Blairo Maggi e o empresário Pedro Jacir Bongiolo.

Leia também:  Deputado volta a contrariar PSB e vota a favor de Temer

Já para o empreendimento de Sílvio Santos, o dono do Baú convidou para ser seu sócio um americano que já atua no ramo de cassinos em Las Vegas, nos Estados Unidos, e com ele, dividiu o investimento de R$ 120 milhões para reformar o espaço.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.