Nunca foi tão caro produzir algodão em Mato Grosso como na safra 15/16, onde os custos de produção ultrapassaram R$ 8.100/ha. As informações são do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

Conforme os economistas, a justificativa para que este patamar histórico fosse atingido repousou sobre a elevação cambial. Contudo, outro fator de suma importância deve ser abordado, o “Custo Brasil”. Desde 2015 o Brasil está em uma situação político-econômica adversa que, além de contribuir para a alta cambial, também causou impactos diretos nos custos de produção do algodão.

 Por exemplo, entre as safras 14/15 e 15/16, mesmo com a forte desvalorização internacional do petróleo, o custo do diesel em MT subiu 8,5%; com a maior dificuldade de obtenção de crédito, os juros elevaram em média 1 ponto percentual, e devido ao aumento da inflação, o custo de mão de obra subiu mais de 9%.

Leia também:  Empregador doméstico tem até esta segunda para pagar eSocial

“Portanto, além do dólar, um “olhar aguçado” para as questões internas vem se mostrando cada vez mais crucial para um manejo ideal de custos” conclui os economistas do Instituto.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.