Reprodução
Reprodução

A partir desta quinta-feira (4), se houver vagas, as instituições de ensino superior podem começar a convocar os alunos inscritos na lista de espera do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2016. O convocação é feita diretamente pelas universidades e o processo não envolve o Ministério da Educação.

O Sisu é o sistema eletrônico gerenciado pelo MEC que seleciona os alunos para vagas em universidades públicas, de acordo com o desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Neste ano, foram disponibilizadas 228 mil vagas em 6.323 cursos de 131 instituições públicas. Segundo o ministério, houve aumento de 10,9% no número de vagas ofertadas em relação à primeira edição de 2015.

Leia também:  Acidente da TAM que matou 199 pessoas completa dez anos e ninguém foi condenado

Foram 2.712.937 candidatos inscritos na atual edição. O número de inscrições chegou a 5.275.613, considerando que cada candidato pode fazer duas opções de curso.
Neste ano, além de uma nova edição do Sisu no segundo semestre, está prevista uma edição extra com cerca de 100 mil vagas remanescentes. Ainda não foram divulgadas dessas novas edições.

A previsão do MEC é selecionar tanto por meio das notas do Enem como pelo desempenho acadêmico do estudante na instituição superior em que ele já estuda, abrindo possibilidade para transferências. O Sisu das vagas remanescentes é parte da estratégia da pasta de diminuir as vagas ociosas e, para isso, o MEC vai mudar a forma com que são repassados recursos para instituições federais: passarão a receber mais recursos aquelas que têm mais vagas preenchidas.

Leia também:  Helicóptero faz pouso forçado após ser alvejado com tiros no RJ
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.