Foto: Reprodução / TV TEM
Foto: Reprodução / TV TEM

A menina de 7 anos que ficou ferida no brinquedo de uma escola municipal em São José do Rio Preto (SP) nesta quarta-feira (3) está na UTI do Hospital da Criança. Ela sofreu traumatismo craniano e passou por cirurgia ainda nesta quarta-feira.

Este foi o segundo acidente no mesmo tipo de brinquedo, conhecido como gira-gira, nesta semana, desde que as aulas voltaram na rede municipal. A outra criança teve parte do couro cabeludo arrancada quando o cabelo enroscou em um cano. As escolas ficam na região norte de Rio Preto.

Nesta quinta-feira (4), um dia depois do acidente, mães ficaram assustadas e bem preocupadas na porta da escola. “A gente manda as crianças para escola e de repente acontece uma coisa dessas, a gente fica preocupada sim”, afirma a vendedora Jéssica Recape.

Leia também:  Homem solto após ejacular em mulher é preso novamente ao atacar outra passageira

A dona de casa Isabel Cristina Caldeira pediu aos netos para não se aproximarem do parquinho nesta quinta-feira.“Eu falei pra eles brincarem de outra coisa, amarelinha”, afirma.

O acidente foi em uma escola no bairro Eldorado, a escola municipal Professor Sílvio Melo. A menina, que está no segundo ano do ensino fundamental, brincava com outras crianças quando a cabelo dela ficou preso no cano central do brinquedo, que não gira.

Depois do segundo acidente, a prefeitura decidiu interditar os brinquedos que são novos e foram instalados nas férias para atender uma lei municipal de inclusão. Ao todo são 38 equipamentos nas escolas. A prefeitura já notificou o fabricante.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.