O tomate e a batata foram os principais alimentos que contribuíram para o aumento da cesta básica no estado de Mato Grosso (MT) durante o mês de janeiro. Colocar a comida na mesa durante o período pesou mais no bolso do consumidor mato-grossense.

A cesta básica na capital do estado Cuiabá (215 Km de Rondonópolis) atingiu o maior patamar da série histórica do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), com aproximadamente R$ 428, variação de 29,5% no acumulado de 12 meses.

O tomate e a batata apresentaram aumento de 44,3% e 19,5%, respectivamente, no acumulado de 12 meses.

Apesar do reajuste do salário mínimo ocorrido em janeiro deste ano, as despesas com alimentos continuam elevadas, representando 49% do valor total do salário.

Leia também:  Candidatos do concurso da Seduc devem redobrar atenção para às regras da prova

Assim, com os alimentos mais ‘salgados’, o poder de compra do consumidor tende a ficar ainda menor em 2016.

Em Rondonópolis o preço do quilo do tomate varia de R$ 5,49 a R$ 6,58 em alguns supermercados da cidade. Já o quilo da batata pode ser encontrado de R$ 3,88 a R$ 4,27.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.