Comparando janeiro de 2016 a dezembro de 2015, as vendas de carros, caminhões, motos, ônibus e implementos novos em Mato Grosso caíram 34,22%. Os dados são da Federação das Concessionárias – Regional Mato Grosso (Fenabrave-MT).
Em dezembro foram comercializadas 9.041 unidades, enquanto que janeiro teve 5.947 veículos emplacados.

De janeiro de 2015 a janeiro de 2016, a queda foi de 26,55%. Em janeiro de 2015, foram emplacadas 8097 unidades. “Esperamos que essa projeção negativa não se repita para os próximos meses. Mais ainda assim, a expectativa é que o ano feche com queda na comparação com outros anos. Essa redução na demanda vai gerar promoções para os consumidores”, explica Manoel Guedes, presidente da Fenabrave-MT.

Leia também:  Taques começa a semana lançando obras em 12 municípios de MT

Carros de passeio
O segmento de automóveis em janeiro fechou com 2.439 unidades vendidas e na comparação com dezembro, quando se comercializou 3.492 veículos, a queda foi de 30,15%. Na análise de janeiro a janeiro a queda foi de 22,55%.

Comercial Leve

O segmento de veículos comerciais leves registrou o maior percentual de queda na comparação de janeiro do ano passado a janeiro de 2016. Nessa comparação, as vendas caíram 47,48%. Antes foram emplacados 1.047 veículos, caindo para 647. Já entre dezembro e janeiro, a queda foi de 38,2%.
Caminhões e ônibus
No primeiro mês do ano, as vendas de caminhões alcançaram 128 unidades contra 170 do mês anterior. Nesse caso, a queda de um mês para o outro foi de 24,71%. Só de caminhões, em janeiro foram 124 unidades e dezembro finalizou com 155 emplacamentos.

Leia também:  Concurso da Seduc com 5,7 mil vagas encerra as inscrições nesta terça-feira (15)

Motos

Baixa também no segmento de motos. Janeiro encerrou com 2.487 unidades, enquanto que dezembro fechou com 3.940, portanto uma queda de 36,88%, comparado a dezembro. Na comparação de janeiro com janeiro, a queda ficou em 26,05%.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.