Imagem encaminhada por um vereador que não quis se identificar
Imagem encaminhada por um vereador que não quis se identificar

O presidente da Câmara Municipal, Fulô, usou a tribuna ontem (24) para fazer um desabafo durante a sessão ordinária. Em sua fala, o parlamentar criticou a atuação do presidente do Sispmur, Rubens Paulo. Chateado, Fulô revelou que o representante dos servidores havia enviado mensagens a alguns vereadores pedido a não aprovação do PCCS.

Nas mensagens, Rubens diz que sem a segurança de ‘um monte de coisas’ ele não é favorável à aprovação do plano. Indignado, Fulô disse que Rubens estava usando os vereadores como trampolim, pois os parlamentares já haviam reunido com a comissão dos servidores de várias categorias para estas exporem quais as necessidades de cada uma.

Na declaração, Fulô disse ter assumido a responsabilidade das emendas que atendiam as propostas dos servidores e que não entendeu a postura do presidente do Sispmur. A impressão, segundo o vereador, é de que Rubens estava torcendo para que o PCCS não fosse aprovado.

Leia também:  Nas mãos de Fufuquinha
Imagem encaminhada por um vereador que não quis se identificar
Imagem encaminhada por um vereador que não quis se identificar

A coluna Bastidores, Fulô disse que aproveitou o momento para que os servidores conhecessem o colega de categoria e que na frente estava falando uma coisa e por trás trabalhando o contrário.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.