Foto: Reprodução / Bolsa de Mulher
Foto: Reprodução / Bolsa de Mulher

O sabor forte e meio picante faz com que esse alimento seja usado como tempero em receitas específicas. No preparo do quentão, por exemplo, é o ingrediente principal. Na culinária, também tem lugar garantido. Mas a quantidade de atributos do gengibre faz com que nutricionistas e nutrólogos indiquem o aumento de seu consumo na dieta. Nos sucos detox, principalmente, ele sempre compõe as receitas, e até mesmo nos preparos comuns, com uma ou duas frutas, seu sabor é inconfundível.

Para quem pratica atividade física, sobretudo atletas, sua ingestão é ainda mais importante, pois tem o efeito de reduzir a dor muscular. Consequentemente, é um atalho e tanto para quem quer se ver livre das dores nas costas.

Leia também:  O que é síndrome de Hoffa?

Segundo um estudo publicado no The Journal of Pain, os compostos anti-inflamatórios e óleos voláteis do alimento têm efeitos analgésicos para as dores musculares. Os cientistas concluíram isso após colocarem 74 adultos para fazer exercícios que causariam esses incômodos. Durante 11 dias, eles comiam diariamente 2g de gengibre ou placebo. Ao final do período de testes, os grupos que o consumiram mostraram reduções de 25% nas dores, passadas 24 horas dos exercícios. O estudo mostrou também que consumi-lo antes de se exercitar não traz impacto sobre a dor muscular. Os efeitos surgem um ou dois dias após a prática das atividades.

Para a nutricionista Juliana Rossi Di Croce (SP), o gengibre é um alimento essencial, com uma reputação de longa data para reduzir o inchaço e a inflamação, principalmente por conter um potente composto anti-inflamatório. “As propriedades terapêuticas são resultados da ação de várias substâncias, principalmente do canfeno, que é bactericida e anti-inflamatório”, considera.

Leia também:  O que é obstrução urológica, problema que atingiu Michel Temer

Além de combater as dores nas costas, ele também tem sido apontado em pesquisas como aliado para tratar outros tipos de dores e desconfortos. As cólicas menstruais estão entre elas. Seu efeito analgésico pode, ainda, combater dores de cabeça, cãibras e aquelas que são consequênciada artrite reumatoide.

Modo de usar: uma fatia média ou uma colher de café da versão em pó.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.