O senador José Medeiros (PPS-MT), em pronunciamento nesta quinta-feira (11.02), destacou a importância do estado de Mato Grosso para o desenvolvimento do país e cobrou o governo federal soluções em infraestrutura e logística para o escoamento da produção agrícola.

“O desenvolvimento de Mato Grosso, apesar de todas as dificuldades, tem sido estrondoso. Mato Grosso, por exemplo, produz 88% de todo o diamante nacional. É o maior produtor de soja, de milho, de semente de girassol; tem o maior rebanho e já caminha agora para ser o principal produtor de peixes. É um estado que ajuda imensamente o Brasil, e que contribui boa parte com o equilíbrio da balança comercial”, destacou.

José Medeiros cobrou o governo federal para que libere dinheiro para as obras de duplicação da BR- 163/364, importante corredor de escoamento da produção que corta o Mato Grosso. O senador lembrou também que as obras foram iniciadas no ano passado e que o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) ficou responsável pela duplicação do trecho que vai de Rondonópolis a Diamantino. Já a iniciativa privada ficou com o restante da obra e, pelo contrato assinado, poderia cobrar pedágio quando 10%da duplicação sob sua responsabilidade estivessem prontos.

Leia também:  Meraldo assume na terça e cidade deve perder representatividade na AL

De acordo com o senador, a concessionária já está cobrando pedágio, mas a duplicação da BR 163/364  ainda não está concluída e a parte da obra sob responsabilidade do Dnit está atrasada. Ele ressaltou os prejuízos para a economia do Mato Grosso. “Porque ali é um trecho em que as BRs-163/364 se fundem. O pedágio está sendo cobrado, a estrada está totalmente esburacada, não está duplicada e a revolta é geral.  Eu peço encarecidamente ao governo a alocação de recursos para o Ministério dos Transportes. Eu vejo boa vontade da parte de logística, mas eles não têm dinheiro”, afirmou.

Balanço – José Medeiros fez ainda um balanço de suas atividades em 2015, destacando que ficou entre os dez melhores senadores de 2015 de acordo com o site Congresso em Foco. Ele também citou projetos que apresentou no ano passado e temas abordados, como a defesa da agropecuária. O senador lembrou ainda viagens que fez representando o Senado, como as realizadas à base da Marinha do Brasil na Antártida e a participação de um seminário sobre educação e primeira infância na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos.

Leia também:  Presidente da Câmara de Rondonópolis participa de Sessão Especial em Itiquira
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.