Basta ter um padrinho político, e neste caso é o senador Wellington Fagundes (PR), que qualquer um pode crescer dentro da administração pública, mesmo que faça um trabalho deplorável, senão vejamos:

O engenheiro Luiz Antonio Ehret Garcia, que foi o superintendente em Mato Grosso do Departamento de Infraestrutura de Transportes, o famigerado Dnit, foi o “homem” da propalada duplicação da BR-364/163 entre Rondonópolis e Cuiabá, muito ligado ao senador Wellington Fagundes, fez malabarismos, mil e uma promessas aos milhões de que em pouco tempo a duplicação estaria pronta, pois bem, nem o trecho entre Rondonópolis e o distrito de Boa Vista ficou.

Mas por ser cara correto e cumpridor dos seus deveres com o senador e não com a população que paga o seu salário, Luizinho, foi contemplado no dia 27 de julho do ano passado com uma promoção, agora o cara do senador é Diretor de Infraestrutura Rodoviária do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes.

Leia também:  Fux diz que delação de Silval é "monstruosa"

Quem sabe agora, Luizinho, perto de completar um ano no cargo de diretor e sem conseguir concluir as obras de duplicação da BR 364/163, ganha uma nova promoção e chega a presidência do Dnit, e ai sim, pode ser que consiga finalmente reiniciar as obras desta rodovia, que mata em média um usuário por semana.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.