Reprodução
Reprodução

Uma mãe não consegue encontrar o filho depois de recuperar a guarda na Justiça. O pai do bebê já tem passagem pela polícia por contrabando de carros.

Segundo a mãe, o bebê foi tirado dela na véspera de Natal, com apenas 5 meses de vida. A criança é fruto do relacionamento de Crisly Sarno com Marco Aurélio Borba. Ele é empresário do ramo imobiliário e que já esteve preso pela Polícia Federal.

No fim do ano passado, o casal resolveu se separar. A Justiça decidiu que a guarda seria compartilhada, mas que o bebê ficaria com a mãe. O pai poderia ver o filho três vezes por semana. Em dezembro, o empresário conseguiu nova decisão na Justiça. A criança ficaria com os pais dele.

Leia também:  Inep divulga gabarito oficial do Enem 2017

A mãe, que mora em São Paulo, ainda foi para Goiânia, para ver o filho. Há duas semanas, ela conseguiu revogar a sentença judicial que deu a guarda do bebê aos avós paternos. E, desde então, não viu mais o filho.

A advogada da mãe já tomou providências para que o pai não saia do País com a criança. A polícia de Goiás considera que houve apenas um descumprimento de ordem judicial pelo pai da criança.

Porém, ele deve se apresentar à Justiça, ou pode ser autuado por rapto. O advogado do empresário disse, em nota, que o homem não foi notificado de outra decisão da Justiça além daquela que concedeu a guarda para ele.

Leia também:  Horário de verão pode ter seus dias contados para não mais existir no Brasil

Por meio das redes sociais, a mãe se mostra desesperada para saber o paradeiro do filho. Ela disse, em uma postagem em seu Facebook, nesta terça-feira (16), que a ex-sogra tinha falado que se as pessoas quisessem saber onde o menino estava, que tinha que mandar a polícia encontra-lo.

Em outra postagem, a mãe disse que não consegue se comunicar com a família do ex e que “não existe razão para tamanha maldade”. Ela diz que não suporta mais ficar sem notícias do bebê que ela ainda está amamentando.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.