Reprodução
Reprodução

Com o corpo da mulher no porta-malas do carro, um homem de 32 anos foi até a delegacia de Indaial, no Vale do Itajaí, na manhã desta segunda (01) e confessou tê-la matado asfixiada com uma calcinha. Segundo o delegado Romildo Parno, ele responderá pelo crime de feminicídio.

De acordo com o delegado, o suspeito, que é pedreiro, afirmou estar em processo de separação da companheira, mas ainda morando na mesma casa em Blumenau. Por volta da 1h de domingo, ele chegou à residência da família após uma festa e iniciou uma discussão com a mulher de 30 anos.

“Ela teria mostrado ao marido mensagens recebidas de um novo namorado. Enfurecido, ele a estrangulou com as mãos até que desfalecesse”, relatou o delegado.
Conforme Parno, o marido usou a calcinha da mulher para assassiná-la. “Ele tirou a calcinha dela e a enrolou no pescoço da vítima. Com uma colher, fez um torniquete e torceu até matá-la”, completou Parno.

Leia também:  Diabéticos reutilizam seringas| "Eu tenho que utilizar, guardar, e utilizar de novo","Eu acho um absurdo"

De acordo com o delegado, o pedreiro pensou em jogar o corpo em um rio ou em um barranco. “Ele colocou a mulher morta no porta-malas de um Monza e entrou em casa para decidir o que fazer. Até as 6h esperou o dia amanhecer e acabou perdendo a coragem de se desfazer do cadáver”, relatou Parno.

O suspeito colocou os dois filhos, de 4 e 2 anos, no carro e dirigiu até Indaial onde tem uma irmã. Após deixar as crianças com ela, foi até a delegacia e confessou o crime.

O pedreiro garantiu aos policiais que as crianças não presenciaram o crime, pois dormiam durante a briga do casal.

O suspeito foi preso em flagrante e encaminhado à Unidade Prisional de Indaial e deve responder por feminicídio. “O feminicídio é uma forma de crime praticado contra mulher em violência doméstica, é uma forma de homicídio qualificado”, esclareceu Parno.

Leia também:  Micro-ônibus cai em ribanceira com mais de 30 pessoas e deixa mortos e feridos em SP
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.