Objetivo da campanha e tirar todo o material que acumular água Foto:Ronaldo Teixeira/AGORAMT
Objetivo da campanha é tirar todo o material que acumular água – Foto: Ronaldo Teixeira/AGORAMT

O mutirão de combate ao mosquito Aedes Aegypti teve início na manhã deste sábado (13), em Rondonópolis, com a presença do Exército, órgãos públicos e voluntários. O prefeito Percival Muniz (PPS) fez a abertura do evento e convocou a população a entrar na luta contra o mosquito.

De acordo com o prefeito esse foi um chamamento do Governo Federal para que todos os municípios cooperem com a Campanha Nacional. “Aqui em Rondonópolis já víamos fazendo o trabalho contra o mosquito, mas agora ganhamos reforço do Exército e de outros órgãos que estão dispostos a ajudar nesse combate”, disse o Muniz.

Todas as entidades estão empenhadas nesta campanha nacional Foto:Ronaldo Teixeira/AGORAMT
Várias entidades estão empenhadas nesta Campanha Nacional – Foto: Ronaldo Teixeira/AGORAMT

O prefeito afirmou que o mutirão tem como objetivo além de identificar os focos, mostrar à sociedade que o mosquito está na casa da pessoas. “O Aedes Aegypti está no seu quintal, na calha, na caixa d’água e naquele vasinho de flor. A mensagem para a população é que o mosquito que estava sozinho ganhou mais dois auxiliares e que agora além da Dengue, ele também transmite Zika e Chikungunya, é um momento de alerta e todos precisam entrar na luta contra o Aedes Aegypti”, afirmou.

Leia também:  Deputado busca solução para garantir curso de direito na Unemat

Neste sábado, estão sendo visitados os bairros como Vila Mamed, Vila São Paulo, Jardim Maracanã, Jardim Morumbi, Jardim Maria Tereza, Vila Romana, Residencial Acácias, Vila Rosely, Jardim Alvorada, Vila Estrela Dalva e proximidades do Distrito Industrial.

PONTO DE COLETA

Para auxiliar na limpeza dos locais visitados, serão utilizados pás-carregadeiras e caminhões. O entulho será descartado em três áreas escolhidas pela Prefeitura.

Para quem mora no Jardim Estrela Dalva e Jardim Alvorada o local escolhido foi um terreno ao final da Avenida São Paulo.

Os moradores dos Jardins Morumbi, Maracanã e Maria Tereza, terão o terreno na Rua A, esquina com a Avenida Daniel Clemente.

E quem mora nas vilas Mamed e São Paulo, o terreno de descarte será ao lado do salão comunitário, na Rua 5 de Maio.

Leia também:  Autora de livros reúne técnicas e dinâmicas em palestra na cidade
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.