Plenario da camara municipal lotado com servidores municipais .Foto: Varlei Cordova/AGORA MT
Servidores municipais lotaram o plenário. Foto: Varlei Cordova/AGORA MT

Após a longa espera, servidores municipais presenciaram na tarde desta quarta-feira (24), durante a 146ª Sessão Ordinária na Câmara Municipal de Rondonópolis, o início da votação para a aprovação do novo Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS).

De acordo com o vereador Reginaldo Santos (PPS), a expectativa que a 1ª votação do PCCS seja apreciada ainda hoje e avaliou o projeto como positivo.

Reginaldo Santos .Foto: Varlei Cordova/AGORA MT
Reginaldo Santos .Foto: Varlei Cordova/AGORA MT

“Com certeza o PCCS tem que ser votado. Nós não estamos votando o PCCS dos sonhos, o próprio PCCS original que o Percival mandou para a Câmara ele já traz vantagens. Tem várias categorias que vão ter vantagens, eu citei a própria segurança jurídica de quem recebe produtividade, ou laboral como os servidores que trabalham na creche na higienização, os celetistas, ou servidores que por motivo ou outro não conseguiram estudar terão ai de 20 a 30% de ganho real,” destacou o vereador.

Leia também:  ALMT cobra reativação de sala do Hospital São Benedito

O presidente Lourisvaldo Manoel, o Fulô (PMDB) não quis comentar o assunto com a imprensa, mas disse durante a sessão que as emendas propostas foram discutidas com servidores e vereadores. “Esse é um dos projetos mais importantes desta Casa de Leis e nós queremos aprovar o PCCS,” declarou Fulô.

“É um processo realmente demorado porque tem que passar por todas as comissões, mas está dentro do prazo, e o PCCS vai estar votado e adequado para que possa enquadrar as novas realidade,” declarou o vereador Fábio Cardozo (PPS).

Segundo Cardozo, o objetivo é que 118 emendas dos projetos de leis do PCCS sejam votadas pelas 10 comissões nesta 1ª votação.

18h20 – A Sessão foi prorrogada nesta quarta-feira (24) sem previsão de término.

Leia também:  Thiago Muniz comemora derrubada do IPTU “População não suporta mais aumento de impostos”

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.