A crise de confiança na classe política brasileira, que tem se agravado nos últimos anos, parece estar criando um novo eleitor, aquele que quer votar consciente e cobra os eleitos, em especial aqueles que receberão seu voto.

Em Rondonópolis por exemplo, já se começa a questionar o trabalho dos deputados estaduais, que apesar de bem votados e se apresentarem como figuras políticas da cidade, depois de eleitos simplesmente esquecem o compromisso assumido.

Com salvo conduto, ainda que alguns eleitores possam questionar o trabalho desempenhado, figuram ainda na lista de quem tem trabalhado pelo município, Nininho (PR) e José Carlos do Pátio (SD).

Já os deputados Max Russi (PSB) e Sebastião Machado Rezende (PR), parecem ter esquecido o caminho de Rondonópolis, e já há eleitor que anda dizendo que os dois só se interessam pela cidade na hora do voto.

Leia também:  Bezerra atropela Anta na BR-163

Nas eleições de 2014, Sebastião Rezende levou do município nada menos que 6.753 votos. Já Max foi mais modesto e conseguiu amealhar apenas 1.147, mas em compensação, foi quem mais conseguiu cargos do governo do estado na cidade.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.