Suspeitos escondem o rosto já detidos - Foto: José Antonio Araújo / AGORA MT
Suspeitos escondem o rosto já detidos – Foto: José Antonio Araújo / AGORA MT

Após denúncias, policiais do grupo de Comando de Ações Rápidas (CAR) da Polícia Militar realizaram a prisão de quatro pessoas que são suspeitas de participação em um furto praticado em uma loja localizada na avenida Ângelo Ravanelo, no bairro Cohab Tancredo Neves, em Primavera do Leste, na madrugada desta segunda-feira (22). A Polícia encontrou e apreendeu cinco pares de tênis, 30 camisetas esportivas, dois relógios e uma caixa de som amplificada.

Na casa de Cleiton Silveira da Costa, 19 anos, localizada no Parque Gnoato, os policiais militares encontraram uma balança de precisão, munições de calibre 38, 55 gramas de maconha, um par de tênis e 4 camisetas esportivas que o mesmo teria comprado no valor de R$ 30.

Leia também:  Bloqueio de aparelho celular será feito em todas as delegacias da Polícia Civil
Objetos apreendidos - Foto: José Antonio Araújo / AGORA MT
Objetos apreendidos – Foto: José Antonio Araújo / AGORA MT

Com Vagner Francisco, 18 anos, que estava dormindo quando foi surpreendido pelos policiais, foram localizados em sua casa parte dos objetos furtados. Vagner disse que comprou um par de tênis e roupas por também por R$ 30. Já o terceiro acusado conhecido por Renato, foi preso na rua próxima a sua residência, após averiguação no local, a Polícia encontrou o restante do material furtado, além disso foram apreendidas 25 gramas de pasta base de cocaína, mais de R$ 100 em dinheiro e 83 gramas de ácido bórico.

Segundo o Sargento Reginaldo que estava à frente da guarnição juntamente com o soldado Coester, os elementos fazem parte de uma quadrilha e por isso devem responder por furto qualificado.

Leia também:  Vítima persegue assaltante e Força Tática o prende minutos após ação

No caso do Cleiton, o sargento afirmou que ele vai responder por três crimes, porte ilegal de munições de arma de fogo, formação de quadrilha e furto qualificado.

Apenas Vagner já tinha passagens pela Polícia quando ainda era menor de idade.

Pela manhã a esposa de Renato também foi presa, só que pela Polícia Civil, ela é acusada de realizar o furto na loja durante a madrugada, a mesma teria conseguido arrombar uma das portas conseguindo subtrair os pertences. Ela foi identificada apenas como Sonia, a suspeita foi encaminhada direto para a Delegacia de Roubos e Furtos, no bairro Castelândia.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.