Foto: assessoria
Foto: assessoria

O deputado estadual Zé Carlos do Pátio (SD), esteve reunido na manhã desta segunda-feira (22) com o secretário de Estado de Segurança Pública (Sesp), Fábio Galindo, que afirmou ao parlamentar que o município de Rondonópolis receberá até o mês de junho um Grupo Armado de Resposta Rápida (GARRA).

O diretor geral da Polícia Judiciária Civil, Adriano Peralta explicou que o GARRA, da PJC, será implantado com objetivo de dar agilidade de atendimento de repressão aos crimes em andamento no Estado de Mato Grosso, a fim de proporcionar uma resposta mais célere à sociedade. De acordo com o secretário, o município é prioridade do Estado diante do grande número de ocorrências na região.

Leia também:  Temer troca ministro da justiça as vésperas do julgamento que pode causar sua cassação

“O deputado nos chamou a atenção para uma região que precisa do nosso apoio. Rondonópolis se tornou uma pauta prioritária para a Secretária de Segurança, e nós vamos trabalhar em prol disso, viaturas já estão sendo adesivadas e uma estrutura do GARRA já está sendo montada para que a população tenha um apoio maior nas ocorrências”, explicou Galindo.

Além disso, o secretário afirmou que a Sesp já trabalha para a construção de uma Delegacia Especializada de Roubos e Furtos – DERF no município, o que para ele resolverá o maior problema vivenciado pela população que são os assaltos. “Nós conseguimos diminuir o número de homicídios, mas a quantidade de furtos ainda é muito grande, e estamos trabalhando para que haja uma diminuição com a implantação da DERF”.

Leia também:  Presidente do Senado dá ultimato para que senadoras da oposição permitam votação

O deputado Zé Carlos do Pátio cobrou principalmente o aumento no número do efetivo de policiais e bombeiros encaminhados para Rondonópolis. “Nosso município está no topo em ocorrências, e só foram encaminhados 10 bombeiros e 38 policiais para a cidade, isso é inadmissível”, afirmou o parlamentar.

Galindo explicou que a situação do corpo de bombeiros será discutida, e a corporação da Polícia Militar da cidade receberá um efetivo maior do que o previsto. “O polo de Rondonópolis que atende 15 municípios receberá 135 policiais militares, onde mais de 100 ficará na cidade de Rondonópolis”, realçou o secretário.

Estiveram presentes na reunião representantes dos Conselhos Comunitários de Segurança Pública (CONSEG’s), da cidade que protocolaram a solicitação de reforma do Centro Integrado de Segurança e Cidadania (CISC), e a construção de pelo menos mais duas unidades na cidade. O secretário afirmou que as solicitações serão estudadas.

Leia também:  Pátio evita, nos bastidores, bancar possível candidatura de Corrêa
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.