Foto: assessoria
Foto: assessoria

Dos 815 mototaxistas registrados no sistema apenas 175 profissionais já se recadastraram em 2016. Os números foram informados pelo gerente do Departamento de Transporte da Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito, Mauro Robson Kliemaschewsk.

Segundo ele, este número é pequeno e a preocupação da Pasta é de que a procura seja intensa nos últimos dias, causando transtorno e demora no atendimento e, consequentemente, podendo trazer prejuízos no cumprimento dos trabalhos.

O recadastramento serve para proporcionar ao usuário a segurança nos serviços, pois são realizadas inspeções nas motocicletas, quanto à sinalização e itens de segurança veicular, e também é verificado o tempo de uso das motos, que não pode ser superior a seis anos.

Leia também:  Blitz Seletiva | 100% das abordagens de veículos constataram irregularidades em Rondonópolis

“O processo leva um tempo e se os profissionais vierem todos juntos vai provocar demora no atendimento e atraso na emissão das guias e alvarás. Solicitamos que eles venham o quanto antes, pois assim teremos agilidade no processo”, explica Mauro Kliemaschewsk. Ele lembra ainda que o prazo final para recadastramento da primeira etapa, tanto para táxis como mototáxis é dia 15 de março de 2016.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.