O estado de Mato Grosso (MT) registrou uma queda de  3,88% na quantidade de animais abatidos no mês de fevereiro em comparação com o mês de janeiro do ano corrente. No total foram cerca de 397,04 mil animais abatidos com redução principalmente no número de machos. Já em comparação com o mês de fevereiro de 2015, houve um aumento de 14,57% na quantidade de animais abatidos.  As informações são do Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea-MT) divulgados pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

Conforme dados do Indea, o abate de machos recuou 8,8% ante janeiro para 222,95 mil cabeças. Na comparação com fevereiro do ano passado o abate de machos aumentou 39,07%.

Leia também:  Dono de cervejaria se oferece para pagar advogado de "renome" para Silval

Já o abate de fêmeas em MT no mês de fevereiro foi de 174,09 mil cabeças, volume 3,26% acima do abatido em janeiro e 6,52% abaixo de janeiro do ano passado.

Os técnicos do Imea observam que a diminuição nos abates em fevereiro pode ser atribuída ao número menor de dias destinados a esse procedimento.

Durante os levantamentos diários do Imea foram recorrentes comentários sobre a venda de animais para serem abatidos em outros estados, principalmente com destino a São Paulo, que teve 10,05 mil animais mato-grossenses abatidos no último mês, 70% a mais que em fevereiro/15.

Tal crescimento pode estar atrelado ao aumento do diferencial de base entre o estado de São Paulo e Mato Grosso que registrou consecutivas altas devido à maior valorização da arroba em SP do que em MT, o que acabou fomentando o envio maior de animais para abate nas plantas frigoríficas paulistas.

Leia também:  Emprego temporário de fim de ano é oportunidade de contrato definitivo
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.