As redes sociais, assim como o aplicativo whatsApp, tem sido uma importante ferramenta de denúncias a polícia. Desta vez, um vídeo que viralizou tratava-se de crime ambiental e deixou pescadores e simpatizantes revoltados.

As imagens mostram três pessoas pescando irregularmente com rede ainda no período da Piracema. As imagens foram gravadas em novembro de 2014 no KM 9 da Rodovia do Peixe.

Após as denúncias, que além do vídeo algumas pessoas passavam a identificação dos envolvidos, a Polícia Militar Ambiental deu início as diligências. Ao chegar ao primeiro nome, o suspeito confessou ser ele no vídeo e afirmou que a captura mostrada tinha como objetivo uma pesquisa e que eles inclusive teriam a documentação. A PM também identificou os outros dois que estavam no barco.

Leia também:  Com uma faca, suspeita entra em luta corporal com mulher no centro de Rondonópolis

Ele, juntamente com o técnico em piscicultura, compareceram a 2ª CIA para os esclarecimentos. Segundo o tenente Oliveira, eles teriam mesmo feito um requerimento de captura de alevinos, porém ela ainda não tinha sido liberada e por isso ainda era configurada como pesca ilegal.

O caso foi encaminhado a 1ª Delegacia de Polícia para as investigações que o caso requer.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.