Um criminoso foi preso pela Polícia Judiciária Civil depois de uma tentativa de roubo em uma joalheria, na manhã de quinta-feira (10), no município de Pontes e Lacerda. A ação está inserida na operação “Carga Máxima” deflagrada pela Secretaria de Segurança Pública.

O suspeito, Gilmar Rodrigues da Silva, 20 anos, foi indiciado pelos crimes de tentativa de roubo qualificado em concurso de agente e tentativa de homicídio.

O crime aconteceu quando dois homens armados em uma motocicleta invadiram uma loja de joias, no centro de Pontes e Lacerda. Ao render os funcionários, coincidentemente a cor do uniforme deles era preta, parecido com a camiseta usada pela Polícia Civil.

Leia também:  Jovem é preso por receptação no Jardim Itapuã

Em razão disso, a dupla de assaltante se assustou quando um dos funcionários vindo de outra sala entrou na recepção da joalheria. Os dois suspeitos saíram correndo e um deles disparou cinco tiros contra o funcionário, vindo um dos projeteis acertar o comparsa Gilmar, que mesmo ferido conseguiu fugir a pé, na companhia do segundo assaltante.

Horas depois, a Delegacia de Polícia de Comodoro foi acionada pelo Hospital Municipal informando que um jovem estava recebendo atendimento médico por disparo de arma de fogo.

Diante dos fatos, os policiais civis de Comodoro foram até o hospital e tiraram foto de Gilmar, que foi reconhecido pelas vítimas. O tiro disparado pelo comparsa atingiu as costas de Gilmar, que foi encaminhado ao Hospital de Cáceres para ser submetido à cirurgia.

Leia também:  Em abordagem, motorista fica nervoso e entrega 90kg de maconha aos Federais

As investigações continuam para identificar e prender o segundo envolvido no roubo e autor do disparo contra Gilmar.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.