A partir desta quinta-feira, dia 10 de março, até o próximo dia 29, estão programadas cinco detonações de rocha para ocorrer na BR-364, na região próxima ao Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) da Serra de São Vicente. A primeira interdição acontece nesta quinta-feira (10), das 14h às 17h, com bloqueios entre o km 329 e o km 336 da BR-364. As detonações são realizadas pelo Consórcio Sanches Tripoloni – Contécnica, executor das obras de duplicação no trecho sob responsabilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). Para a segurança dos usuários e trabalhadores, a rodovia será interditada em um trecho de sete quilômetros para evitar acidentes ou incidentes durante a explosão. Equipes de tráfego da Rota do Oeste estarão nos locais de fechamento para sinalizar e orientar os usuários.

Leia também:  Avião com 400 kg de cocaína é apreendido em Tangará da Serra

A Rota do Oeste aconselha aos motoristas que evitem trafegar pelo trecho neste período, principalmente aqueles que dirigem veículos pesados, para evitar transtornos e congestionamentos nos locais. As próximas detonações estão previstas para os dias 15, 17, 22 e 29 de março, sempre a partir das 14h e nos mesmos locais, entre o km 329 e o km 336 da BR-364.

Segundo a empresa responsável pela obra, a detonação é necessária para remover rochas do local e dar continuidade aos trabalhos de terraplanagem, importantes para a continuidade da duplicação no trecho entre Cuiabá e Rondonópolis. A operação também inclui a limpeza da rodovia em caso de queda de detritos sobre o pavimento, uma vez que e a está localizado a poucos metros do local da explosão.

Leia também:  Ex-secretária de MT é condenada a indenizar o PT por difamação

A Rota do Oeste, por meio do Sistema de Atendimento ao Usuário (SAU), acompanhará os trabalhos e dará apoio aos usuários, monitorando o tráfego de veículos na região.

Sobre a Rota do Oeste

A Rota do Oeste, empresa da Odebrecht Rodovias, é responsável pela duplicação, recuperação, conservação, manutenção e implantação de melhorias da BR-163, bem como a oferta de serviços de atendimento ao usuário, entre os municípios Itiquira (MT) e Sinop (MT), um trecho com extensão de 850,9 quilômetros.

Nos cinco primeiros anos, será realizada a duplicação de um trecho de 453,6 km entre a divisa com Mato Grosso do Sul até Rondonópolis, de Posto Gil a Sinop, além da Rodovia dos Imigrantes. Também faz parte do escopo de trabalho da Concessionária a recuperação e conservação do trecho de 108 quilômetros entre Várzea Grande e Rosário Oeste.

Leia também:  Governo dá primeiro passo para concessão do Marechal Rondon e mais 4 aeroportos de MT
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.