A Organização das Nações Unidas (ONU) irá denunciar nessa terça-feira (08) o Brasil por não punir a polícia e agentes de segurança no Brasil pelos seus crimes cometidos. O caso será apresentado ao Conselho de Direitos Humanos do órgão.

De acordo com a ONU, essa impunidade contribui para o aumento de violência e crimes no Brasil. Relata ainda que os suspeitos resistem as prisões porque sabem que irão ser torturados, quando são agredidos eles buscam uma vingança, o que para a ONU é um círculo de violência.

O relator Juan Mendez, acredita que no Brasil, os crimes cometidos pelos policiais são regulares e segundo dados da ONU seis pessoas morrem por dia em operações policiais.

Leia também:  Mãe coloca fogo na própria residência com os 3 filhos dentro da casa

Ainda segundo o relator, o Brasil tem a quarta maior população carcerária do mundo, com 711 mil pessoas, onde os presidiários vivem em condições desumanas e cita como exemplo a Penitenciária de Pedrinhas, no Maranhão, onde as cadeias estão superlotadas e os reeducandos ficam trancafiados cerca de 22h por dia.

 

 Policiais militares de um grupo de extermínio que ficou conhecido como "Highlandres" e que atuava em Itapecerica da Serra, na Região Metropolitana e outras cidades do entorno. Os PMs arrancavam as cabeças das vítimas para dificultar a identificação dos corpos. Durante as investigações foram encontradas as armas usadas pelos agentes: facas, machados e espadas- Foto: Hélvio Romero/Estadão
Policiais militares de um grupo de extermínio que ficou conhecido como “Highlandres” e que atuava em Itapecerica da Serra, na Região Metropolitana e outras cidades do entorno. Os PMs arrancavam as cabeças das vítimas para dificultar a identificação dos corpos. Durante as investigações foram encontradas as armas usadas pelos agentes: facas, machados e espadas- Foto: Hélvio Romero/Estadão
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.