Escola Estadual Adolfo Augusto de Moraes- Foto: Arquivo AGORA/MT
Escola Estadual Adolfo Augusto de Moraes- Foto: Arquivo AGORA/MT

Os dados do Censo Escolar de 2015 divulgados essa semana no Diário Oficial da União, mostram que as matrículas diminuíram em quase todas as etapas de ensino em Rondonópolis com exceção no ensino médio e na pré-escola.

Os números refletem todo o Brasil, que podem estar relacionadas a queda da população, em geral, que tem reduzido entre criança e jovens, mas refletem também desafios para o sistema educacional.

O Censo mostra o número de matrículas realizadas nas escolas estaduais e municipais das escolas urbanas e rurais, separadas em período integral e parcial, os números correspondem a uma média de todas esses segmentos de escolas, mas também pode ser vista o número separadamente, como por exemplo,  em Rondonópolis o número mais significante foi das escolas fundamentais do município dos anos iniciais, de ensino parcial, onde o número caiu 986 do ano de 2014 para 2015, já na estadual teve um acréscimo 503. Porém, no ensino integral teve um aumento de 1.411 na rede municipal.

Na média de todas as escolas de Rondonópolis mostra que na creche de tempo integral que pertence somente ao município teve uma queda de 61 matrículas e 48 nos anos finais do fundamental de ensino integral.

Leia também:  Imobiliárias formam o novo Núcleo Setorial do projeto Empreender

No ensino médio que é de responsabilidade do Governo Estadual não houve queda, mas um aumento de 109 matrículas no ensino parcial, no integral teve um aumento de 229. Isso segundo o assessor pedagógico, Rogério Antônio Penso é que as escolas como a André Antônio Maggi e Pindorama começaram a atender em tempo integral.

Já no EJA- Educação de Jovens e Adultos se comparado com os dados de 2013 o número de matrícula, no fundamental de 2013 para 2015 caiu 357 matrículas e no ensino médio 285.

Segundo Rogério, esse número reflete no aumento da população de jovens e adultos escolarizada, onde o número de pessoas que necessita do ensino médio e fundamental está diminuindo, “O Ceja conseguiu atingir um número significativo de jovens e adultos do município, o que acaba refletindo nesses números. A população está procurando se escolarizar,” explicou o assessor pedagógico.

Média de todas as escolas de MT

No Censo também mostra a média do número de matrículas de todas as escolas de Mato Grosso em 2015. Esses números, se comparados aos de 2014 é possível ver onde houve as maiores quedas, sendo na pré-escola, ensino fundamental, ensino médio e EJA .

Leia também:  Carreta pega fogo em pátio de posto de gasolina na BR-163

Dados do Brasil

O Censo de modo geral mostra que cerca de 3 milhões de alunos de 4 a 17 anos estão fora da escola.

Em todas as etapas de ensino teve uma queda na média nacional, menos na creche.

No Censo mostra que a pré-escola diminuiu 1% de 2014 para 2015 e o ensino médio o número de matrículas passou de 8,3 milhões em 2014 para 8,1 milhões em 2015.

Para o assessor pedagógico, Rogério, esses dados do ensino médio pode ser causado pelo número da população em idade escolar, mas também sobre as campanhas do Governo Federal em que oferece aos adolescentes várias oportunidades de fazerem cursos técnicos, “ vários adolescente preferem aderir a um ensino como do IFMT, Senac, Senai, para conseguirem entrar no mercado de trabalho, mas para nós estudiosos, isso não é bom, pois o ensino superior é insubstituível, dessa maneira as pessoas estão se limitando ao período industrial, deixam de ter uma evolução na qualidade vida, como também social”, explicou.

Nota da Secretária de Educação do  Município 

A rede Municipal de educação, entre 2013 e 2015 ofertou 2.982 novas vagas e no primeiro semestre de 2016 mais 1.413 novas vagas, com capacidade de atendimento de 7.713 novas vagas no período de quatro anos, resultado de um planejamento estratégico que teve como base ampliações de salas de aula e construção de novas unidades.

Leia também:  Gênero e orientação sexual são temas de audiência na Câmara

A rede Municipal de Educação está constante movimentação, mais especificamente quanto aos alunos da EJA e anos finais, que por diversos fatores a exemplo de safra agrícola, inauguração de novos conjuntos habitacionais e mudança de cidade acabam transferindo os alunos para outras unidades.

A atual gestão terminará os quatro anos de mandato com capacidade de atendimento de 23.458 alunos, o que demostra a ampliação de 49% de vagas na rede Municipal de Educação.

No início de 2015 foram matriculados 18.049 alunos matriculados na rede Municipal de educação.

Segundo a gerente do Departamento de Gestão Escolar, Eliane Cristina Ramos Rosário Portela, a Secretaria Municipal de Educação trabalha com dados oficiais e até o presente momento não consta no site do INEP o relatório final do censo escolar de 2015.

Censo das escolas de Rondonópolis de 2013- Foto: documento publicado no Diário Oficial da União

Censo das escolas de Rondonópolis de 2013- Foto: documento publicado no Diário Oficial da União

 

Censo das escolas de Rondonópolis de 2014-Foto: documento publicado no Diário Oficial da União
Censo das escolas de Rondonópolis de 2014-Foto: documento publicado no Diário Oficial da União

 

Censo das escolas de Rondonópolis de 2015-Foto: documento publicado no Diário Oficial da União
Censo das escolas de Rondonópolis de 2015-Foto: documento publicado no Diário Oficial da União
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.