Uma mulher, condenada por matar a filha recém-nascida logo após o parto, foi presa Polícia Judiciária Civil, na manhã desta terça-feira (15), no município de Barra do Bugres. A ação está inserida na operação da Secretaria de Segurança Pública “Carga Máxima” deflagrada em todo Estado intensificando o combate a criminalidade.

A acusada, L.B.D.S., 37, teve o mandado de prisão cumprido pela equipe da Delegacia de Polícia da cidade por condenação pelo crime de homicídio qualificado. O crime aconteceu em fevereiro de 2005, quando a suspeita compareceu no Hospital Municipal de Barra do Bugres afirmando estar sentido dores nas costas.

Em determinado momento, a mulher entrou no banheiro da unidade hospitalar, onde permaneceu por algum tempo. Quando saiu, ela foi examinada pelo médico e negou que estivesse gestante. Não acreditando na versão da paciente, a médico pediu para que a enfermeira fosse verificar se havia algo no banheiro utilizado pela suspeita minutos antes.

Leia também:  Suspeito de matar ex-mulher por não aceitar fim do casamento morre em acidente de moto

A criança do sexo feminino pesando aproximadamente 1,5 quilo, dentro de um saco de lixo amarrado. “Quando foi encontrada, a criança ainda estava com vida, mas embora tenha sido socorrida acabou falecendo em seguida”, disse o delegado de polícia João Paulo Praisner.

A autora do homicídio qualificado foi julgada pelo Tribunal do Júri, realizado na Comarca de Barra do Bugres, e condenada a pena de 12 anos de reclusão.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.