Diogo Oliveira e Ricardo Vieira acusados de matar Kaliny Souza - Foto: Ronaldo Teixeira/AGORAMT
Diogo Oliveira e Ricardo Vieira acusados de matar Kaliny Souza – Foto: Ronaldo Teixeira/AGORAMT

Diogo de Oliveira Dias Luiz, conhecido como “Pretinho” foi julgado e condenado a 17 anos e dois meses de prisão e Ricardo Junior Vieira Gonçalves, conhecido como “Maninho ou Xixi” julgado e condenado a 18 anos de reclusão pela prática de crime contra a vida da menina Kaliny Ingridy Souza dos Santos, de 9 anos, e pela tentativa de homicídio contra a vítima Thayla Graziely de Souza. O julgamento aconteceu nesta quarta-feira (30) no Tribunal do Júri de Rondonópolis (MT).

Kaliny Inclid Souza dos Santos - Foto: Aécio Morais / AGORA MT
Kaliny Inclid Souza dos Santos – Foto: Aécio Morais / AGORA MT

A pequena Kaliny foi morta covardemente após receber um tiro nas costas enquanto dormia. A sua irmã de apenas 1 ano, na época, também foi atingida por um tiro e foi internada. O caso aconteceu no mês de fevereiro de 2014 na residência da mãe das meninas no bairro Padre Lothar.

Leia também:  Três são presos suspeitos de espancar e torturar pessoas

Conforme consta no documento de sentença, Diogo de Oliveira que é tio das vítimas confessou o crime durante interrogatório prestado em plenário. No documento ainda consta que o motivo do crime foi movido pelo sentimento de vingança.

Na época, parentes e amigos informaram que o alvo era o padrasto das crianças que ao ver o barulho se escondeu dentro do banheiro.

LEIA MAIS

Menina de 9 anos é morta covardemente enquanto dormia

Rapaz acusado de matar a sobrinha de 9 anos é preso em Guiratinga

DCCP prende 2° suspeito de estar envolvido em assassinato de menina de 9 anos

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.