algemado

Reprodução

A Secretaria estadual de Segurança Pública (Sesp) informou nesta segunda-feira (7) que um soldado de 28 anos da Polícia Militar (PM) foi preso em flagrante suspeito de ter assassinado a tiros um homem de 34 anos no último domingo, no bairro Primeiro de Março, em Cuiabá. O soldado já foi investigado pelo assassinato, em 2012, do irmão da vítima morta neste domingo.

O assassinato foi cometido com a ajuda de outros dois homens, que estão sendo investigados pela Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção a Pessoa (DEHPP). Segundo as investigações, o alvo do grupo foi atacado a tiros pelo grupo, dentro de um carro, quando estava em frente de casa com sua família. Ele chegou a correr para tentar fugir do ataque, mas tropeçou e foi atingido por oito tiros.

Leia também:  Homem se apresenta em delegacia de Rondonópolis e diz que matou esposa com machado

Segundo a Polícia Civil, há cerca de um mês o policial mandou um recado com ameaças de morte à família da vítima. A Sesp também informou que o motivo do crime seria vingança: o irmão da vítima, que foi assassinado a tiros em 2012, teria matado o cunhado do PM. O policial já foi preso em março de 2014 pelo assassinato do irmão da vítima deste domingo, mas depois foi colocado em liberdade.

Já nesta segunda-feira, acompanhado de advogado, o soldado suspeito negou o crime ocorrido no domingo e argumentou que estava em outro lugar no momento da ação. Porém, testemunhas o reconheceram como autor do crime.

O policial deverá ser apresentado em audiência de custódia nesta terça-feira (8). Ele já responde a processo no Conselho de Disciplina na Corregedoria da Polícia Militar, procedimento aberto a partir da denúncia de homicídio doloso formalizada pelo Ministério Público.

Leia também:  Pastor foragido há 4 anos é preso por extorsão e sequestro em Rondonópolis
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.