Foto: divulgação
Foto: divulgação

As aulas de Gastronomia do Centro Universitário de Várzea Grande (Univag) começaram nesta semana. O curso foi concebido e preparado para ser o melhor do Centro Oeste, tendo em vista o projeto pedagógico inovador, que prepara o futuro chef nas não só nas técnicas gastronômicas, mas também para ser um gestor e empreendedor na área de alimentos e bebidas. A coordenadora do Curso, professora Dra. Adriene Paiva, destaca também como diferencial os projetos integradores, que propiciam aliar teoria e prática desde o primeiro semestre do curso.

Durante todo mês de março ainda há possibilidade de ingressar no curso via vestibular ou transferência. O vestibular é gratuito e por agendamento. A novidade para a primeira turma é a isenção de matrícula e os preços especiais das mensalidades do primeiro ano.

Outro diferencial é o corpo docente que possui excelente formação técnica e experiência no mercado de trabalho.  “Estruturamos um curso completamente preparado para ser um dos melhores do Brasil. Possuímos o que há de mais moderno em termos de estrutura e escolhemos o nosso corpo docente a dedo, com os melhores profissionais do mercado”, diz o vice-reitor do Univag, professor Flávio Foguel.

Leia também:  Vale para este domingo em família | Hambúrguer à Parmegiana

O Chef internacional Fernando Mack é o consultor técnico do Curso de Gastronomia do Univag  e participou da construção do curso desde o início. Para ele, um dos principais fatores que influenciam na qualidade de um bom profissional é a estrutura onde ele se profissionaliza.

“Estudar em uma grande estrutura é fundamental. Com tudo que vivenciei no Brasil e fora do país percebi que o laboratório é essencial para criar referência para os futuros chefs, os estudantes. Tomamos todo cuidado em deixar todas as áreas divididas. O Univag tem hoje uma das melhores cozinhas-escola do Brasil”, disse Mack sobre a cozinha que além da área quente irá trabalhar com confeitaria e panificação.

Leia também:  Mexido de arroz com ovo e salsicha

Com duração de quatro semestres o curso é ofertado neste semestre no período matutino. Os laboratórios foram construídos especialmente para atender as necessidades da gastronomia, simulando um ambiente cotidiano de cozinha, com objetivo de aproximar o acadêmico de uma realidade mais perto possível do mercado de trabalho.

O tecnólogo em gastronomia formado pelo Univag terá competência para trabalhar em restaurantes, bistrôs, buffets, hotéis, eventos, entre outros. A área de atuação é ampla, crescente e o curso foi planejado e estruturado nas necessidades e exigências deste mercado.

As parcerias com restaurantes e instituições de referência em gastronomia também são fatores que atestam a qualidade do Univag. “Temos muitos parceiros e estamos estreitando laços com chefs renomados em Mato Grosso. No primeiro dia de aula, os alunos receberam a visita do chef Paulo Victor, do restaurante Dom Sebastião, que ofereceu um coquetel de boas-vindas aos alunos e também demonstrou a sua nova linha de produtos”, enfatizou o vice-reitor do Univag.

Leia também:  Pão Recheado com Almôndegas

As provas presenciais do vestibular acontecerão no bloco B no campus da instituição, localizada na Avenida Dom Orlando Chaves, 2.655 – Cristo Rei, Várzea Grande.

“Bem vindos futuros chefs! Temos a certeza que entregaremos ao mercado de trabalho profissionais que farão a diferença por onde passarem”, finaliza o chef Fernando Mack.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.