Fabiano Borges, de 31 anos, suspeito de agredir e violentar mulheres foi solto após decisão judicial. Borges, que era “marido de aluguel”, foi preso em Piabetá, Baixada Fluminense, no dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher. A ex-companheira dele, que denunciou as agressões à polícia, está desaparecida e pode estar escondida. O “Bonitão da Baixada” é suspeito de matar outra mulher com quem havia se relacionado. Até a publicação desta reportagem, o TJRJ (Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro) não havia informado por que Fabiano foi solto.

Reprodução
Reprodução

Borges saiu da prisão após receber um alvará de soltura da Justiça. Ele é suspeito de praticar os crimes de lesão corporal, violência doméstica, cárcere privado, ameaça, violação de domicílio e estupro.

Leia também:  Jovens que participavam de baile funk são agredidos com cassetes por policiais militares

Segundo o delegado Antonio Silvino Teixeira, a ex-companheira de Fabiano, que denunciou as violências do marido, procurou a polícia para agradecer pela prisão do suspeito e dizer que se sentia livre. Entretanto, ele conta que, após a soltura de Fabiano, não foi mais possível encontrá-la.

Segundo relatos, a data em que a mulher foi vista pela última vez coincide com a soltura de Borges.

O “Bonitão da Baixada” será julgado por homicídio de outra companheira que também apresentava histórico de lesões corporais e de ameaças contra ela. A vítima foi encontrada morta com sinais de violências.

Fabiano trabalhava como marido de aluguel e recebia R$ 150 para trocar lâmpadas e fazer pequenos reparos na casa das clientes.

Leia também:  Jovem ressurge da morte após ser baleado, agredido com pauladas e enterrado vivo

De acordo com a polícia, o suspeito promovia sessões de torturas em mulheres com quem se relacionava. Ele tinha o hábito de espancar e asfixiar jovens até que elas desmaiassem para estuprá-las quando estivessem desacordadas. O suspeito chegava a sentar no peito das vítimas para deixá-las sem ar.

A ex-companheira dele chegou a ter a unha do pé arrancada e dois dentes quebrados. Com medo, a mulher procurou a polícia e decidiu se separar do marido. A jovem foi morar na casa de parentes, Borges descobriu o endereço e passou a ameaçá-la de morte. O suspeito invadiu a residência e a espancou até deixá-la desacordada.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.