Pessoas no ponto e greve dos motoristas do coletivo Cidade de Pedra - Foto : Varlei Cordova / AGORA MT
Pessoas no ponto e greve dos motoristas do coletivo Cidade de Pedra – Foto : Varlei Cordova / AGORA MT

Os trabalhadores, estudantes e demais população rondonopolitana que dependem de ônibus circular, estão buscando alternativas para poder se deslocar no município na manhã desta terça-feira (22). Acontece que os motoristas do serviço de transporte coletivo amanheceram de greve, fazendo com que os passageiros procurem outros meios  para chegarem em seus destinos. Muitos estão utilizando táxi e moto táxi ou buscando carona com amigos, usando transporte alternativo e até mesmo caminhando.

Pessoas no ponto de onibus e greve dos motoristas do coletivo Cidade de Pedra - Foto : Varlei Cordova / AGORA MT
Pessoas no ponto de onibus e greve dos motoristas do coletivo Cidade de Pedra – Foto : Varlei Cordova / AGORA MT

 Segundo informações do presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Empresa dos Transportes Terrestre de Rondonópolis e Região, Luiz Gonçalves da Costa, não existe horário e data exata para os ônibus voltarem a circular. Entre as principais pautas de reivindicação, os motoristas questionam problemas com a licitação, atraso nos salários, falta da qualidade no transporte, entre outros.

Leia também:  Animais seguem sendo atropelados na 'avenida da Ponte Nova'
Paulo Sergio da Silva - Foto : Varlei Cordova / AGORA MT
Paulo Sergio da Silva – Foto : Varlei Cordova / AGORA MT

De acordo com gerente geral da Cidade de Pedra, Paulo Sérgio da Silva, já faz três meses que a empresa está praticamente tirando dinheiro do próprio bolso para pagar os funcionários.

“Chegamos no limite. Já teve cinco aumentos no preço do combustível, aumento nas peças dos veículos, entre outros aumentos e nada de reajuste nas tarifas. A empresa não está dando conta sozinha. Ontem (21) estive o dia inteiro com o Prefeito Percival Muniz a espera de uma licitação nova, e nada. Eu tenho pressa para que tudo se resolva. Cada volta que o ônibus não dá eu também perco dinheiro” explica o gerente.

A empresa de Transporte Coletivo Cidade de Pedra é a única na cidade. De acordo com Paulo, os 150 motoristas estão parados, ou seja, 100% da categoria.

Leia também:  Casa pega fogo em Rondonópolis
Greve dos motoristas do coletivo Cidade de Pedra - Foto : Varlei Cordova / AGORA MT
Greve dos motoristas do coletivo Cidade de Pedra – Foto : Varlei Cordova / AGORA MT
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.