Reprodução
Reprodução

Uma jovem de 15 anos foi hospitalizada após ser violentada e queimada viva no terraço da sua casa nesta segunda-feira.

Ela morava em Greater Noida, perto da capital da Índia, Nova Deli, e, de acordo com um policial, estava sendo perseguida por um homem há meses. A notícia foi veiculada nesta terça, no mesmo dia em que o presidente da Índia, Pranab Mukherjee, fez um apelo por igualdade de gênero por causa do Dia Internacional da Mulher, celebrado neste 8 de março.

A menina foi encaminhada a um hospital da capital com queimaduras em mais de 90% do corpo e está em estado gravíssimo. Um homem de 20 anos, que tinha marcas de queimaduras em suas mãos, foi preso e denunciado por estupro, tentativa de homicídio, agressão de menor e por causar graves ferimentos.

Leia também:  Pílula digital é criada nos EUA e avisa se paciente tomou remédio

De acordo com as primeiras reconstruções do caso, os pais escutaram gritos da filha e a encontraram queimada no terraço do condomínio onde vivem. “É intolerável que ainda hoje existam mulheres expostas a violências brutais e selvagens somente pelo fato de serem mulheres”, disse o presidente.

Com uma população de 1,2 bilhão de pessoas, a Índia sofre constantemente com crimes de estupro e violência contra a mulher. Segundo os dados mais recentes disponíveis, mais de 200,000 agressões contra mulheres foram reportadas à polícia e as estatísticas apontam que ocorre um estupro a cada meia hora no país.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.