Nesta semana o deputado estadual, Ondanir Bortolini (PR), Nininho, apresentou o projeto de lei nº 75/2016 que cria o Programa de Incentivo ao Turismo Doméstico (PROTUD) em Mato Grosso. O PL conta como co-autor o presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso, deputado Guilherme Maluf (PSDB), e tem como finalidade proporcionar à população do Estado a oportunidade de conhecer o potencial turístico mato-grossense.

O governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SEDEC), em conjunto com a Secretaria Adjunta de Desenvolvimento do Turismo já vem adotando medidas para incentivar o turismo em Mato Grosso para atrair turistas de todo o mundo, mas a contraponto, a população do Estado ainda não conhece muitas regiões exploradas pelo segmento.

Leia também:  Presidente da OAB se manifesta sobre advogada que chamou Maggi de "cocaleiro"

De acordo com o deputado Nininho, pensar em um programa que venha atender o turismo doméstico é demonstrar preocupação com a qualidade de vida da população mato-grossense.

“Além de fomentar a economia, o turista doméstico vai, de fato, conhecer as belezas de Mato Grosso e a imensa diversidade da cultura e de riquezas naturais que possuímos”, destacou o parlamentar.

Para o deputado Guilherme Maluf, a população necessitava de um projeto como esse. “Mato Grosso tem inúmeras riquezas naturais, que precisam receber mais incentivos para a nossa população visitar. O turismo fomenta a economia e precisamos, enquanto parlamentares, propormos políticas públicas para valorizar este setor importantíssimo para o nosso estado”, ressaltou.

Com a regulamentação do projeto de lei de Incentivo ao Turista Doméstico, a população mato-grossense será beneficiada com políticas públicas oferecidas pelo estado por meio dos agentes de turismo cadastrados no sistema de cadastro federal, CADASTUR, regulamentado por intermédio da Lei Federal nº 11.771/2008. Segundo informações da Secretaria Adjunta de Turismo, atualmente Mato Grosso conta com cerca de três mil agentes de turismo devidamente cadastrados.

Leia também:  Bolsonaro passa Lula e lidera pesquisas para presidência de 2018

“Mesmo com a economia estagnada o turismo ainda é um dos setores com maior possibilidade para geração de emprego e renda. Com certeza, o Programa de Incentivo ao Turismo Doméstico vai proporcionar que um número maior de mato-grossenses circule pelo estado aquecendo nossa economia”, concluiu Nininho.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.