O título parece confuso, mas quando se trata de poder e política, até os piores inimigos se unem para derrubar o que estiver na frente. E não seria diferente com o PMDB e PSDB, que em um banquete que ocorreu nessa quarta-feira (09), em Brasília (DF),  resolveram apertarem as mãos, bem agora em que o governo de Dilma Rousseff (PT) se encontra abalado.

Já era de se esperar, afinal, quem quer ficar de fora? todos querem um pedaço do bolo (Brasil). Porém, quem será o novo “Todo poderoso”, se a presidenta sair do poder?

Com certeza terá outros jantares para se decidirem se o vice-presidente, Michel Temer (PMDB) ou o candidato derrotado Aécio Neves (PSDB) vai assumir a presidência.

Leia também:  Com Max; Taques traça perfil político na Casa Civil

Independentemente de quem irá ficar na presidência, “esse” terá pela frente os piores dos governos, pois à atual situação econômica é de uma previsão de contração de 1,5% neste ano, desemprego e inflação em alta e perspectiva de que a recuperação demore a ocorrer.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.